Logomarca da FGV

Repositório FGV de Conferências

Índice de títulos


Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais

“OPERAÇÕES E A ECONOMIA CIRCULAR”

A armadilha do luxo: “A busca da humanidade por uma vida mais fácil desencadeou forças imensas de mudança que transformaram o mundo de uma maneira que ninguém havia imaginado ou desejado” – Sapiens – Uma breve história da humanidade – Yuval Noah Harari

Há 70 mil anos atrás a população mundial de humanos era aproximadamente igual à atual população da Grande São Paulo (Brasil). Ao longo de sua vida, esses humanos possuíam cerca de meia dúzia de objetos, todos eles muito simples e muito próximos dos materiais naturais que os compunham, tais como pedaços de madeira e lascas de pedras. Sua fabricação e uso não geravam problemas de deterioração ou degradação do meio ambiente.

Hoje, os objetos que usamos são extremamente mais complexos, compostos por materiais e partes originárias dos quatro cantos do planeta, o que torna muito mais difícil de faze-los retornar ao estado inicial em que se encontravam na natureza. Nos últimos 50 anos nós destruímos 60% dos ecossistemas terrestres; na ECONOMIA CIRCULAR, os recursos que extraímos e utilizamos são mantidos em circulação e reaproveitados em cadeias integradas e circulares (“cradle to cradle”).

O SIMPOI 2018 encoraja a apresentação de trabalhos que abordem os diversos aspectos desta operação, considerando temas que envolvam o enfoque sistêmico, a utilização reciclável, renovável e segura de materiais, projeto de produtos mais simples e eficazes, fáceis de se desmontar, durando mais e podendo ser reutilizados em parte ou no todo, processos que consumam menos recursos, evitando desperdícios (“lean production”) e planejando os fluxos circulares de retorno. Sua abrangência vai além da integração da cadeia de suprimentos e engloba a cadeia de retorno e reprocessamento, com aproveitamento dos próprios produtos remanufaturados, eventualmente em outras indústrias ou produtos e opções de reutilização em uma segunda ou terceira vida.

Os modelos de negócio que suportam a efetiva circulação, substituindo o conceito de “posse” por uso compartilhado (uso eficiente de ativos), pagamento somente pela utilização, aluguel, empréstimo ou trocas, fazem parte da gama de temas que podem ser explorados. Inserem-se aí novos modelos de prestação de serviços ou GIG Economy, nos quais o vínculo empregatício e a entrega de valor acontecem em janela de tempo determinada, assemelhando-se mais a um projeto do que a uma operação contínua. Projetos e soluções inovadoras, para garantir maior longevidade dos produtos e serviços, sua remanufatura e processos de logística reversa, reciclagem, revenda e reaproveitamento de partes e de materiais também são vistos como temas prioritários.

Além deles, o SIMPOI está aberto a todos os demais temas das Áreas de Produção, Operações, Logística, Projetos, Inovação e Empreendedorismo.

Aguardamos sua colaboração e participação.
A Comissão

  • XXI Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais

    27 de agosto de 2018 – 28 de agosto de 2018

    O SIMPOI pretende assegurar um espaço para a divulgação e discussão das questões contemporâneas e relevantes da área de Gestão de Produção e Operações no Brasil. Desde a sua primeira edição o evento aumentou significativamente a sua abrangência nacional; na última edição realizada em 2016, contamos com a participação de professores e pesquisadores de 18 estados brasileiros, representando 94 Instituições de Ensino Superior, sendo 4 internacionais (Rollins College, Crummer Graduate School of Business, FL/EUA / Universidade de Aveiro, Pt , BYU Brigham Young University, UT/EUA) e 296 avaliadores.

    Para cumprir também o papel de divulgar e discutir as questões relevantes da área de Gestão de Produção e Operações no mundo, em seus 20 anos de existência, o SIMPOI já realizou dois eventos internacionais em parceria com a Production and Operation Management Society (POMS) Edição 2004 e 2007.

    SIMPOI 2018

    “OPERAÇÕES E A ECONOMIA CIRCULAR”

    A armadilha do luxo: “A busca da humanidade por uma vida mais fácil desencadeou forças imensas de mudança que transformaram o mundo de uma maneira que ninguém havia imaginado ou desejado” – Sapiens – Uma breve história da humanidade – Yuval Noah Harari

    Há 70 mil anos atrás a população mundial de humanos era aproximadamente igual à atual população da Grande São Paulo (Brasil). Ao longo de sua vida, esses humanos possuíam cerca de meia dúzia de objetos, todos eles muito simples e muito próximos dos materiais naturais que os compunham, tais como pedaços de madeira e lascas de pedras. Sua fabricação e uso não geravam problemas de deterioração ou degradação do meio ambiente.

    Hoje, os objetos que usamos são extremamente mais complexos, compostos por materiais e partes originárias dos quatro cantos do planeta, o que torna muito mais difícil de faze-los retornar ao estado inicial em que se encontravam na natureza. Nos últimos 50 anos nós destruímos 60% dos ecossistemas terrestres; na ECONOMIA CIRCULAR, os recursos que extraímos e utilizamos são mantidos em circulação e reaproveitados em cadeias integradas e circulares (“cradle to cradle”).

    O SIMPOI 2018 encoraja a apresentação de trabalhos que abordem os diversos aspectos desta operação, considerando temas que envolvam o enfoque sistêmico, a utilização reciclável, renovável e segura de materiais, projeto de produtos mais simples e eficazes, fáceis de se desmontar, durando mais e podendo ser reutilizados em parte ou no todo, processos que consumam menos recursos, evitando desperdícios (“lean production”) e planejando os fluxos circulares de retorno. Sua abrangência vai além da integração da cadeia de suprimentos e engloba a cadeia de retorno e reprocessamento, com aproveitamento dos próprios produtos remanufaturados, eventualmente em outras indústrias ou produtos e opções de reutilização em uma segunda ou terceira vida.

    Os modelos de negócio que suportam a efetiva circulação, substituindo o conceito de “posse” por uso compartilhado (uso eficiente de ativos), pagamento somente pela utilização, aluguel, empréstimo ou trocas, fazem parte da gama de temas que podem ser explorados. Inserem-se aí novos modelos de prestação de serviços ou GIG Economy, nos quais o vínculo empregatício e a entrega de valor acontecem em janela de tempo determinada, assemelhando-se mais a um projeto do que a uma operação contínua. Projetos e soluções inovadoras, para garantir maior longevidade dos produtos e serviços, sua remanufatura e processos de logística reversa, reciclagem, revenda e reaproveitamento de partes e de materiais também são vistos como temas prioritários.

    Além deles, o SIMPOI está aberto a todos os demais temas das Áreas de Produção, Operações, Logística, Projetos, Inovação e Empreendedorismo.

    Aguardamos sua colaboração e participação.
    A Comissão

     

    Organização

     

    Diretoria FGV/EAESP

    Luiz Artur Ledur Brito – Diretor

    Tales Andreassi – Vice-Diretor Acadêmico

     

    Comissão Organizadora

    Ely Laureano Paiva (FGV/EAESP) – Coordenador Geral

    Susana Pereira (FGV/EAESP) – Coordenadora da Comissão Científica

    Luiz Carlos Di Sério (FGV/EAESP)

    Orlando Cattini Jr (FGV/EAESP)

     

    Comissão Emérita

    Marcos A. Vasconcellos (FGV/EAESP)

    José Carlos Barbieri (FGV/EAESP)

    João Mário Csillag (FGV/EAESP)

    Claude Machline (FGV/EAESP)

     

    Gerente Executiva

    Gisele Gaia (FGV/EAESP)

     

    Staff Permanente

    Andréia Mualem (FGV/EAESP)

     

HDRio2018 - I Congresso Internacional em Humanidades Digitais

O I Congresso Internacional em Humanidades Digitais – HDRio2018 - terá lugar na Fundação Getulio Vargas, no período de 9 a 13 de abril de 2018.


O objetivo é trazer para a Cidade do Rio de Janeiro e inaugurar no Brasil um debate amplo e internacional sobre esse relevante e emergente campo transdisciplinar das humanidades digitais no mundo contemporâneo, convidando pensadores, cientistas e tecnólogos das Artes, da Cultura e das Ciências Sociais, Humanas, Exatas e Computacionais para discutir, entre outros temas, o impacto das tecnologias de informação, das redes de comunicação e da digitalização de acervos e processos na vida cotidiana dos indivíduos e os seus efeitos nas instituições e sociedades locais e globais, em especial, na realidade brasileira.

Organização: Fundação Getulio Vargas (FGV), por meio do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil – CPDOC e do Laboratório de Humanidades Digitais - LHuD e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), por meio do Laboratório de Preservação e Gestão de Acervos Digitais - LABOGAD.

Sejam bem-vindos!

  • HDRio2018

    9 de abril de 2018 – 13 de abril de 2018

    O evento terá lugar na Fundação Getulio Vargas, no período de 9 a 13 de abril de 2018.

    O objetivo é trazer para a Cidade do Rio de Janeiro e inaugurar no Brasil um debate amplo e internacional sobre esse relevante e emergente campo transdisciplinar das humanidades digitais no mundo contemporâneo, convidando pensadores, cientistas e tecnólogos das Artes, da Cultura e das Ciências Sociais, Humanas, Exatas e Computacionais para discutir, entre outros temas, o impacto das tecnologias de informação, das redes de comunicação e da digitalização de acervos e processos na vida cotidiana dos indivíduos e os seus efeitos nas instituições e sociedades locais e globais, em especial, na realidade brasileira.

    Sejam bem-vindos!

Public Economic Theory

Promover o tema teoria econômica pública e promover a interação entre os teóricos e pesquisadores empíricos em economia pública e áreas afins. Assim, PET 16 vai seguir a tradição da Associação de Teoria Econômica Pública (PET) com conferências no sentido de incentivar a difusão de pesquisas de alta qualidade em economia pública, tanto aplicada e teórica. Normalmente, cada conferência tem três palestrantes, especialistas altamente diferenciados. Para PET 15 Luxemburgo, por exemplo, APET confirmou a participação do ganhador do Prêmio Nobel Roger Myerson. Nobel Laureates tem participado de conferências PET, assim como Robert Aumann, James Heckman, Robert Lucas, Daniel McFadden, James Mirrlees, Peter Diamond (antes de receber o prêmio). Há alguns potenciais palestrantes muito distintos para PET 16 FGV como, por exemplo, ganhadores do Prêmio Nobel James Heckman, Jim Mirrlees, Dan McFadden, Roger Myerson, e Eric Maskin.

  • 11 de julho de 2016 – 13 de julho de 2016

11º Congresso Latino-Americano de Varejo:"Engaging and Interactive Shopper Experience"

O Congresso Latino-Americano de Varejo tem como objetivo promover a geração, o compartilhamento e a divulgação de conhecimento na área de Varejo, em todas as suas dimensões e perspectivas, gerando subsídios para o desenvolvimento da área de Varejo no contexto latino-americano e maior competitividade e excelência do negócio do varejo. O congresso serve de catalisador à geração do conhecimento em varejo, integrando a abordagem acadêmica à relevância profissional. O evento pretende estimular o envolvimento da comunidade acadêmica brasileira, latino-americana e internacional (pesquisadores e professores, alunos de pós-graduação e de graduação), bem como profissionais do setor, promovendo maior articulação no processo de pesquisa e disseminação do conhecimento relacionados às atividades de varejo.


Tendo em vista o aumento da relevância dos mercados emergentes no contexto mundial, tanto no ambiente acadêmico como nos investimentos das empresas, um foco maior será dado a este tema.

 

  • CLAV 2018

    25 de outubro de 2018 – 26 de outubro de 2018

    O Congresso Latino-Americano de Varejo (CLAV) tem como objetivo promover a geração, o compartilhamento e a divulgação de conhecimento no Varejo, em prol do desenvolvimento da área no contexto latino americano e internacional. O evento visa integrar a abordagem acadêmica à relevância profissional, e promover a articulação no processo de pesquisa e disseminação do conhecimento. Em 2016 o tema do congresso é Big Data & Applied Retail Analytics.

    Público-Alvo: pesquisadores e professores, alunos de pós-graduação e de graduação, interessados em pesquisa na área, e profissionais do varejo ou que tenham interesse no varejo, provenientes da América Latina e demais regiões do mundo.

  • CLAV 2017

    19 de outubro de 2017 – 20 de outubro de 2017

    O Congresso Latino-Americano de Varejo (CLAV) tem como objetivo promover a geração, o compartilhamento e a divulgação de conhecimento no Varejo, em prol do desenvolvimento da área no contexto latino americano e internacional. O evento visa integrar a abordagem acadêmica à relevância profissional, e promover a articulação no processo de pesquisa e disseminação do conhecimento. Em 2016 o tema do congresso é Big Data & Applied Retail Analytics.

     

    Público-Alvo: pesquisadores e professores, alunos de pós-graduação e de graduação, interessados em pesquisa na área, e profissionais do varejo ou que tenham interesse no varejo, provenientes da América Latina e demais regiões do mundo.

     

    Os melhores artigos científicos (com texto completo) serão considerados para publicação no Fórum RAE (Revista de Administração de Empresas) de Varejo.

     

    O melhor artigo executivo será considerado para publicação na revista GV Executivo.

     

     

  • CLAV 2016

    20 de outubro de 2016 – 21 de outubro de 2016

    O Congresso Latino-Americano de Varejo (CLAV) tem como objetivo promover a geração, o compartilhamento e a divulgação de conhecimento no Varejo, em prol do desenvolvimento da área no contexto latino americano e internacional. O evento visa integrar a abordagem acadêmica à relevância profissional, e promover a articulação no processo de pesquisa e disseminação do conhecimento. Em 2016 o tema do congresso é Varejo na Economia da Colaboração.

     

    Público-Alvo: pesquisadores e professores, alunos de pós-graduação e de graduação, interessados em pesquisa na área, e profissionais do varejo ou que tenham interesse no varejo, provenientes da América Latina e demais regiões do mundo.

     

    Os melhores artigos científicos (com texto completo) serão considerados para publicação no Fórum RAE (Revista de Administração de Empresas) de Varejo.

     

    O melhor artigo executivo será considerado para publicação na revista GV Executivo.

     

     

  • CLAV 2015

    29 de outubro de 2015 – 30 de outubro de 2015

    As informações sobre o 8º Congresso Latino-Americano no Varejo: Competitividade e Inovação, estão disponíveis no site:www.fgv.br/clav


  • CLAV 2014

    23 de outubro de 2014 – 24 de outubro de 2014

    As informações sobre o 7º Congresso Latino-Americano no Varejo: Varejo em Transição, estão disponíveis no site:www.fgv.br/clav

  • CLAV 2013

    24 de outubro de 2013 – 25 de outubro de 2013

    As informações sobre o 6º Congresso Latino-Americano no Varejo: Varejo e Desenvolvimento em Mercados Emergentes, estão disponíveis no site: www.fgv.br/clav

  • CLAV 2012

    25 de outubro de 2012 – 26 de outubro de 2012

    As informações sobre o 5º Congresso Latino-Americano no Varejo. Varejo: Desafios e Oportunidades em Mercados Emergentes, estão disponíveis no site: www.fgv.br/clav

     

  • CLAV 2011

    27 de outubro de 2011 – 28 de outubro de 2011

    As informações sobre 4º Congresso Latino-americano de Varejo - Redes Sociais e Varejo: como as novas mídias influenciam o setor, estão disponíveis no site: http://bibliotecadigital.fgv.br/ocs/index.php/clav/clav2011/index

Interfaces

A conferência estratégica INTERFACES 2010 promove uma discussão sobre o avanço tecnológico para a promoção de políticas públicas e aperfeiçoamento de práticas privadas brasileiras.

  • Interfaces 2010

    2 de dezembro de 2010 – 3 de dezembro de 2010

    A conferência estratégica INTERFACES10 promove uma discussão sobre o avanço tecnológico para a promoção de políticas públicas e aperfeiçoamento de práticas privadas brasileiras.

    Organizada conjuntamente pelo Centro de Tecnologia e Sociedade da Escola de Direito (CTS-FGV) e pelo Centro de Matemática Aplicada, ambos da Fundação Getulio Vargas, a conferência traz uma perspectiva abrangente tanto de ciências humanas quanto exatas, abordando não só questões políticas, econômicas e jurídicas, mas também questões técnicas. A conferência é realizada graças ao apoio do IDRC (International Development Research Center), no âmbito do projeto Open Business.

    O objetivo do seminário é contribuir para o posicionamento estratégico do Brasil  com relação às diversas repercussões jurídicas, econômicas, políticas e técnicas, em um cenário de rápida transformação tecnológica.

16º Encontro Brasileiro de Finanças

A Sociedade Brasileira de Finanças (SBFIN), estabelecida em 23 de julho de 2001, durante a realização do Primeiro Encontro Brasileiro de Finanças, é uma associação de estudiosos da área de finanças, abrangendo acadêmicos, estudantes e profissionais do setor, que visa incentivar o estudo de finanças no país, bem como desenvolver e disseminar o conhecimento de teorias e técnicas para elevação da qualidade do ensino, da pesquisa e da aplicação prática em atividades de gestão financeira e de investimentos.

  • XV Encontro Brasileiro de Finanças

    23 de julho de 2015 – 25 de julho de 2015
  • XIV Encontro Brasileiro de Finanças

    24 de julho de 2014 – 26 de julho de 2014

    A Sociedade Brasileira de Finanças tem a satisfação de informar que realizará seu 14º Encontro Brasileiro de Finanças nos dias 24, 25 e 26 de julho de 2014, na Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, localizada na Avenida Prof. Moraes Rego, 123 - Cidade Universitária - Recife - PE - CEP 50670-901.

  • XIII Encontro Brasileiro de Finanças

    18 de julho de 2013 – 20 de julho de 2013

    A Sociedade Brasileira de Finanças tem a satisfação de informar que realizará seu 13º Encontro Brasileiro de Finanças nos dias 18, 19 e 20 de julho de 2013 no Departamento de Administração da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, IAG/PUC, Rio de Janeiro, RJ.

  • XII Encontro Brasileiro de Finanças

    19 de julho de 2012 – 21 de julho de 2012

    A Sociedade Brasileira de Finanças tem a satisfação de informar que realizará seu 12º Encontro Brasileiro de Finanças nos dias 19, 20 e 21 de julho de 2012 na Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo, FEA-USP, em São Paulo, SP.

     

  • XI Encontro Brasileiro de Finanças

    28 de julho de 2011 – 30 de julho de 2011

    A Sociedade Brasileira de Finanças tem a satisfação de informar que realizará seu 11º Encontro Brasileiro de Finanças nos dias 28, 29 e 30 de julho de 2011 na FGV-EBAPE (Fundação Getulio Vargas - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas) no Rio de Janeiro, RJ.

  • X Encontro Brasileiro de Finanças

    29 de julho de 2010 – 31 de julho de 2010

    A Sociedade Brasileira de Finanças tem a satisfação de informar que realizará seu 10º Encontro Brasileiro de Finanças nos dias 29, 30 e 31 de julho de 2010 na FGV-EAESP (Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas) em São Paulo, SP.

  • IX Encontro Brasileiro de Finanças

    30 de julho de 2009 – 1 de agosto de 2009

    A Sociedade Brasileira de Finanças tem a satisfação de informar que realizará seu 9º Encontro Brasileiro de Finanças nos dias 30 e 31 de julho e 1 de agosto de 2009 na Unisinos (Universidade do Vale dos Sinos) em São Leopoldo, RS, na Área Metropolitana de Porto Alegre.

  • VIII Encontro Brasileiro de Finanças

    31 de julho de 2008 – 2 de agosto de 2008

    O Oitavo Encontro Brasileiro de Finanças será realizado no Rio de Janeiro, nos dias 31 de julho, 1 e 2 de agosto de 2008, na sede do IBMEC Rio de Janeiro, a Av. Presidente Wilson, 118, Centro. O encontro será realizado pela Sociedade Brasileira de Finanças em associação com o IBMEC-RJ.

  • VII Encontro Brasileiro de Finanças

    26 de julho de 2007 – 28 de julho de 2007
  • VI Encontro Brasileiro de Finanças

    27 de julho de 2006 – 29 de julho de 2006
  • V Encontro Brasileiro de Finanças

    18 de julho de 2005 – 19 de julho de 2005
  • IV Encontro Brasileiro de Finanças

    22 de julho de 2004 – 23 de julho de 2004
  • III Encontro Brasileiro de Finanças

    21 de julho de 2003 – 22 de julho de 2003
  • II Encontro Brasileiro de Finanças

    22 de julho de 2002 – 23 de julho de 2002
  • I Encontro Brasileiro de Finanças

    23 de julho de 2001 – 24 de julho de 2001

Encontro Brasileiro de Econometria

A Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) é uma entidade civil sem fins lucrativos que reúne professores, pesquisadores, alunos de mestrado ou doutorado e outros profissionais interessados no estudo e aplicação de métodos quantitativos em economia e finanças. Possui cerca de 1.100 associados, sendo a principal associação de economistas no Brasil. Entre os seus sócios, destacam-se os mais respeitáveis economistas formadores de opinião sobre assuntos econômicos nacionais e diversos nomes com participação ativa na vida econômica brasileira.
      Desde sua fundação, em 1979, a SBE vem trabalhando para o desenvolvimento da ciência econômica no Brasil. Entre as suas atividades destacam-se, além da realização do Encontro Brasileiro de Econometria, a organização de encontros regionais, cursos de aperfeiçoamento para alunos de pós-graduação e professores de economia e a publicação da Brazilian Review of Econometrics.

  • 34º Encontro Brasileiro de Econometria

    11 de dezembro de 2012 – 14 de dezembro de 2012

    33EBE

    A Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) é uma entidade civil sem fins lucrativos que reúne professores, pesquisadores, alunos de mestrado ou doutorado e outros profissionais interessados no estudo e aplicação de métodos quantitativos em economia e finanças. Possui cerca de 1.100 associados, sendo a principal associação de economistas no Brasil. Entre os seus sócios, destacam-se os mais respeitáveis economistas formadores de opinião sobre assuntos econômicos nacionais e diversos nomes com participação ativa na vida econômica brasileira.

    Desde sua fundação, em 1979, a SBE vem trabalhando para o desenvolvimento da ciência econômica no Brasil. Entre as suas atividades destacam-se, além da realização do Encontro Brasileiro de Econometria, a organização de encontros regionais, cursos de aperfeiçoamento para alunos de pós-graduação e professores de economia e a publicação da Brazilian Review of Econometrics.

    Este ano, a SBE realizará o 34º Encontro Brasileiro de Econometria, de 11 a 14 de dezembro de 2012, na cidade de Porto de Galinhas, Pernambuco. Esperamos a presença de cerca de 600 participantes para este ano. O evento é voltado, principalmente, para os usuários de métodos quantitativos em economia, mas é aberto ao público acadêmico e científico em geral, bem como ao técnico-profissional. A estrutura tradicional do evento deverá ser mantida, incluindo Sessões Ordinárias para apresentação de trabalhos científicos, Conferências e Sessões Especiais com convidados internacionais, além de dois Mini-cursos. Ao oferecer dois mini-cursos, que já se tornaram uma tradição bem sucedida dos seus encontros anuais, e seguindo a sua política de escolher a cada ano temas de áreas diferentes, a SBE contribui, ainda mais, para os avanços recentes nos diferentes setores de pesquisa e aplicação da economia.

  • 33º Encontro Brasileiro de Econometria

    7 de dezembro de 2011 – 9 de dezembro de 2011

    33EBE

    A Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) é uma entidade civil sem fins lucrativos que reúne professores, pesquisadores, alunos de mestrado ou doutorado e outros profissionais interessados no estudo e aplicação de métodos quantitativos em economia e finanças. Possui cerca de 1.100 associados, sendo a principal associação de economistas no Brasil. Entre os seus sócios, destacam-se os mais respeitáveis economistas formadores de opinião sobre assuntos econômicos nacionais e diversos nomes com participação ativa na vida econômica brasileira.

    Desde sua fundação, em 1979, a SBE vem trabalhando para o desenvolvimento da ciência econômica no Brasil. Entre as suas atividades destacam-se, além da realização do Encontro Brasileiro de Econometria, a organização de encontros regionais, cursos de aperfeiçoamento para alunos de pós-graduação e professores de economia e a publicação da Brazilian Review of Econometrics.

    Este ano, a SBE realizará o 33º Encontro Brasileiro de Econometria, de 07 a 09 de dezembro de 2011, na cidade de Foz de Iguaçu, PR. Esperamos a presença de cerca de 600 participantes para este ano. O evento é voltado, principalmente, para os usuários de métodos quantitativos em economia, mas é aberto ao público acadêmico e científico em geral, bem como ao técnico-profissional. A estrutura tradicional do evento deverá ser mantida, incluindo Sessões Ordinárias para apresentação de trabalhos científicos, Conferências e Sessões Especiais com convidados internacionais, além de dois Mini-cursos. Ao oferecer dois mini-cursos, que já se tornaram uma tradição bem sucedida dos seus encontros anuais, e seguindo a sua política de escolher a cada ano temas de áreas diferentes, a SBE contribui, ainda mais, para os avanços recentes nos diferentes setores de pesquisa e aplicação da economia.

  • 32º Encontro Brasileiro de Econometria

    8 de dezembro de 2010 – 10 de dezembro de 2010

    32EBE

    A Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) é uma entidade civil sem fins lucrativos que reúne professores, pesquisadores, alunos de mestrado ou doutorado e outros profissionais interessados no estudo e aplicação de métodos quantitativos em economia e finanças. Possui cerca de 1.100 associados, sendo a principal associação de economistas no Brasil. Entre os seus sócios, destacam-se os mais respeitáveis economistas formadores de opinião sobre assuntos econômicos nacionais e diversos nomes com participação ativa na vida econômica brasileira.

    Desde sua fundação, em 1979, a SBE vem trabalhando para o desenvolvimento da ciência econômica no Brasil. Entre as suas atividades destacam-se, além da realização do Encontro Brasileiro de Econometria, a organização de encontros regionais, cursos de aperfeiçoamento para alunos de pós-graduação e professores de economia e a publicação da Brazilian Review of Econometrics.

    Este ano, a SBE realizará o 32º Encontro Brasileiro de Econometria, de 08 a 10 de dezembro de 2010, no Gran Hotel Stella Maris Resort & Conventions, na cidade de Salvador, Bahia. Esperamos a presença de cerca de 600 participantes para este ano. O evento é voltado, principalmente, para os usuários de métodos quantitativos em economia, mas é aberto ao público acadêmico e científico em geral, bem como ao técnico-profissional. A estrutura tradicional do evento deverá ser mantida, incluindo Sessões Ordinárias para apresentação de trabalhos científicos, Conferências e Sessões Especiais com convidados internacionais, além de dois Mini-cursos. Ao oferecer dois mini-cursos, que já se tornaram uma tradição bem sucedida dos seus encontros anuais, e seguindo a sua política de escolher a cada ano temas de áreas diferentes, a SBE contribui, ainda mais, para os avanços recentes nos diferentes setores de pesquisa e aplicação da economia.

     

    Fotos do Evento

  • 31º Encontro Brasileiro de Econometria

    9 de dezembro de 2009 – 11 de dezembro de 2009

    cnpq

    A Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) é uma entidade civil sem fins lucrativos que reúne professores, pesquisadores, alunos de mestrado ou doutorado e outros profissionais interessados no estudo e aplicação de métodos quantitativos em economia e finanças. Possui cerca de 1.100 associados, sendo a principal associação de economistas no Brasil. Entre os seus sócios, destacam-se os mais respeitáveis economistas formadores de opinião sobre assuntos econômicos nacionais e diversos nomes com participação ativa na vida econômica brasileira.

    Desde sua fundação, em 1979, a SBE vem trabalhando para o desenvolvimento da ciência econômica no Brasil. Entre as suas atividades destacam-se, além da realização do Encontro Brasileiro de Econometria, a organização de encontros regionais, cursos de aperfeiçoamento para alunos de pós-graduação e professores de economia e a publicação da Brazilian Review of Econometrics.

    Este ano, a SBE realizará o XXXI Encontro Brasileiro de Econometria, de 09 a 11 de dezembro de 2009, na cidade de Foz de Iguaçu, PR. Esperamos a presença de cerca de 600 participantes para este ano. O evento é voltado, principalmente, para os usuários de métodos quantitativos em economia, mas é aberto ao público acadêmico e científico em geral, bem como ao técnico-profissional. A estrutura tradicional do evento deverá ser mantida, incluindo Sessões Ordinárias para apresentação de trabalhos científicos, Conferências e Sessões Especiais com convidados internacionais, além de dois Mini-cursos. Ao oferecer dois mini-cursos, que já se tornaram uma tradição bem sucedida dos seus encontros anuais, e seguindo a sua política de escolher a cada ano temas de áreas diferentes, a SBE contribui, ainda mais, para os avanços recentes nos diferentes setores de pesquisa e aplicação da economia.

  • 10 de dezembro de 2008 – 12 de dezembro de 2008

    A Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) é uma entidade civil sem fins lucrativos que reúne professores, pesquisadores, alunos de mestrado ou doutorado e outros profissionais interessados no estudo e aplicação de métodos quantitativos em economia e finanças. Possui cerca de 1.100 associados, sendo a principal associação de economistas no Brasil. Entre os seus sócios, destacam-se os mais respeitáveis economistas formadores de opinião sobre assuntos econômicos nacionais e diversos nomes com participação ativa na vida econômica brasileira.

    Desde sua fundação, em 1979, a SBE vem trabalhando para o desenvolvimento da ciência econômica no Brasil. Entre as suas atividades destacam-se, além da realização do Encontro Brasileiro de Econometria, a organização de encontros regionais, cursos de aperfeiçoamento para alunos de pós-graduação e professores de economia e a publicação da Brazilian Review of Econometrics.

    Este ano, a SBE realizará o XXX Encontro Brasileiro de Econometria, de 10 a 12 de dezembro de 2008, na cidade de Salvador, Bahia. Esperamos a presença de cerca de 600 participantes para este ano. O evento é voltado, principalmente, para os usuários de métodos quantitativos em economia, mas é aberto ao público acadêmico e científico em geral, bem como ao técnico-profissional. A estrutura tradicional do evento deverá ser mantida, incluindo Sessões Ordinárias para apresentação de trabalhos científicos, Conferências e Sessões Especiais com convidados internacionais, além de dois Mini-cursos. Ao oferecer dois mini-cursos, que já se tornaram uma tradição bem sucedida dos seus encontros anuais, e seguindo a sua política de escolher a cada ano temas de áreas diferentes, a SBE contribui, ainda mais, para os avanços recentes nos diferentes setores de pesquisa e aplicação da economia.

Série de Conferências EESP

Esta conferência é a primeira da série de conferências da EESP-FGV sobre a economia brasileira. Esta séries ocorrerão anualmente e serão publicadas no formato de periódico com livre acesso pela página na internet.
      Os principais objetivos das conferências são: (a) organizar as idéias mais importantes sobre tópicos relacionados a política pública aplicados à economia brasileira, (b) incentivar a pesquisa sobre temas fundamentais de nossa economia, e (c) aumentar o conhecimento da nossa economia através de trabalhos acadêmicos de qualidade. Em outras palavras a missão desta conferência e do periódico que dela decorre é a de fornecer uma referência de trabalhos acadêmicos aplicados a temas fundamentais para o desenvolvimento da economia brasileira.
      Cada conferência será organizada sobre um tema específico com artigos apresentados por pesquisadores de elevado conhecimento e liderança acadêmica na área de pesquisa. A primeira conferência será sobre crescimento econômico. Cada ano posterior terá um tema escolhido de
acordo com os desafios com que o Brasil se depara.
      Nesta primeira conferência oito artigos serão apresentados e comentados e ocorrerá uma aula especial de abertura ministrada por um acadêmico de elevada reputação e experiência na pesquisa em questão.

  • Série de Conferências EESP 2009 - Crescimento Econômico

    11 de novembro de 2009 – 11 de novembro de 2009

    Esta conferência é a primeira da série de conferências da EESP-FGV sobre a economia brasileira. Esta séries ocorrerão anualmente e serão publicadas no formato de periódico com livre acesso pela página na internet.
          Os principais objetivos das conferências são: (a) organizar as idéias mais importantes sobre tópicos relacionados a política pública aplicados à economia brasileira, (b) incentivar a pesquisa sobre temas fundamentais de nossa economia, e (c) aumentar o conhecimento da nossa economia através de trabalhos acadêmicos de qualidade. Em outras palavras a missão desta conferência e do periódico que dela decorre é a de fornecer uma referência de trabalhos acadêmicos aplicados a temas fundamentais para o desenvolvimento da economia brasileira.
          Cada conferência será organizada sobre um tema específico com artigos apresentados por pesquisadores de elevado conhecimento e liderança acadêmica na área de pesquisa. A primeira conferência será sobre crescimento econômico. Cada ano posterior terá um tema escolhido de  acordo com os desafios com que o Brasil se depara.

Forecasting in Rio

      Forecasting has applications in several areas of Econometrics, although macroeconomic forecasting has occupied a relative large space in the literature historically. Recently, however, financial applications have gained momentum, with topics such as forecasting volatility, quantiles, distributions, etc. Panel-data techniques also show promise, since the added cross-sectional dimension allows the pooling of information, the pooling of forecasts, and pooling from different data frequencies, which is particularly important in financial applications.

  • Forecasting in Rio 2008

    29 de julho de 2008 – 31 de julho de 2008

    Forecasting has applications in several areas of Econometrics, although macroeconomic forecasting has occupied a relative large space in the literature historically. Recently, however, financial applications have gained momentum, with topics such as forecasting volatility, quantiles, distributions, etc. Panel-data techniques also show promise, since the added cross-sectional dimension allows the pooling of information, the pooling of forecasts, and pooling from different data frequencies, which is particularly important in financial applications.

    Forecasting in Rio is a chance to gather leading and younger researchers in this field to discuss this important topic in Econometrics in an open format.

Financial Economics in Rio

The conference will take place at FGV, and will consist of 15 presentations (by invitation) of 45 minutes each with 10-15 additional minutes for an open discussion. It is intended to be an open event for anyone who would be interested in attending.

  • Financial Economics in Rio 2010

    16 de dezembro de 2010 – 18 de dezembro de 2010

    Esta é uma conferência organizada pelo professor Caio Almeida da Escola de Pós-Graduação em Economia da Fundação Getulio Vargas - EPGE/FGV.

    A conferência inclui tópicos na área de apreçamento de ativos, derivativos, fatores estocásticos de desconto, estrutura a termo da taxa de juros, e alocação de carteiras, entre outros. Consiste em 17 apresentações de 45 minutos cada uma, com um tempo adicional de 10 a 15 minutos para uma discussão de cada artigo pelos membros da mesa. A audiência é aberta ao público, bastando para isso o pagamento de uma taxa de inscrição. Devido à capacidade do auditório existe uma limitação no número de vagas disponíveis.

    As inscrições foram prorrogadas até o dia 13 de dezembro.

    Os seguintes conferencistas* já confirmaram sua presença:

    1. Allan Timmermann (Univ. of California San Diego, Economics Department)
    2. Aloísio Araujo (EPGE-FGV)
    3. Caio Almeida (EPGE-FGV)
    4. Darrell Duffie (Stanford Graduate School of Business)
    5. Eduardo Schwartz (University of California Los Angeles)
    6. Geert Bekaert (Columbia Business School)
    7. Gustavo Manso (Sloan MIT Management School)
    8. Jeremy Graveline (Univ. of Minnesota)
    9. Marcel Rindisbacher (Boston University)
    10. Peter Christoffersen (McGill University)
    11. Ravi Bansal (Fuqua School of Business at Duke Univ.)
    12. Raymond Kan (Rottman Business School, Toronto Univ.)
    13. René Garcia (EDHEC Business School)
    14. Robert Dittmar (Michigan University)
    15. Scott Joslin (Sloan MIT Management School)
    16. Yacine Ait-Sahalia (Princeton Univ. Department of Economics)
    17. Walter Novaes (PUC-RIO)
    * As apresentações serão conduzidas em inglês e não haverá tradução simultânea.