Teoria da Cultura do Consumo: possibilidades, limitações e caminhos em estudos de marketing no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12660/rgplp.v18n1.2019.78889

Palavras-chave:

Consumer Culture Theory. Cultura do Consumo. Possibilidades. Limitações.

Resumo

Em uma cultura em que os consumidores passam a ser representados e compreendidos como sujeitos em busca de uma identidade reflexiva e empoderada, o tema Consumer Culture Theory ou Teoria da Cultura do Consumo (CCT) ganha relevância. Este ensaio teórico tem por objetivo a discussão sobre as possibilidades, as críticas e os caminhos dessa tradição teórica em estudos de Marketing no Brasil. Os resultados deste ensaio teórico apontam que tal abordagem tem ganhado crescente atenção no campo do comportamento do consumidor, com estudos desenvolvidos em vários sentidos, como padrões sócio-históricos de consumo, culturas de mercado, identidade do consumidor e apropriações do uso de mídias. Igualmente, nota-se que a CCT apresenta muitas possibilidades em pesquisa de marketing, tanto no contexto brasileiro quanto estrangeiro e que suas poucas críticas podem ser solucionadas e revertidas por meio do contexto interdisciplinar que este novo campo de estudo propõe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2019-04-16

Como Citar

VERA, L. A. R.; GOSLING, M. de S.; SHIGAKI, H. B. Teoria da Cultura do Consumo: possibilidades, limitações e caminhos em estudos de marketing no Brasil. Revista de Gestão dos Países de Língua Portuguesa, Rio de Janeiro, RJ, v. 18, n. 1, p. 15–32, 2019. DOI: 10.12660/rgplp.v18n1.2019.78889. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rgplp/article/view/78889. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos