A Amazônia no século 21: novas formas de desenvolvimento

Autores

  • Violeta Refkalefsky Loureiro Universidade Federal do Pará (UFPA)

Palavras-chave:

AMAZÔNIA, FRONTEIRA, COMMODITIES

Resumo

ESTE TRABALHO TEM COMO EIXO A SEGUINTE QUESTÃO: É VIÁVEL PENSAR EM OUTRA FORMA DE DESENVOLVIMENTO PARA A AMAZÔNIA BRASILEIRA – ALTERNATIVO1 EM RELAÇÃO À VIA HEGEMÔNICA – SOB A QUAL OS HABITANTES E A NATUREZA DA REGIÃO NÃO SEJAM TÃO EXPLORADOS, A NATUREZA SEJA MELHOR CONSERVADA E OS CONFLITOS SOCIAIS, REDUZIDOS? COMO RESPOSTA, ESTE ARTIGO PROCURA ANALISAR A VIABILIDADE DE SE CONSTRUIR UMA VIDA MAIS JUSTA E DIGNA PARA TODOS, A PARTIR DE PARÂMETROS DE DESENVOLVIMENTO DIFERENTES, E POR ISSO ALTERNATIVOS EM RELAÇÃO AOS PARÂMETROS DEFINIDOS E IMPOSTOS PELO MODELO HEGEMÔNICO EM VIGOR NO MUNDO OCIDENTAL, QUE SE TEM MOSTRADO INDIFERENTE AOS INCONTÁVEIS DESACERTOS E MALES QUE DESENCADEIA NOS PAÍSES E REGIÕES PERIFÉRICAS. NÃO SE TRATA, AQUI, DE NEGAR A EXISTÊNCIA DE UMA GLOBALIZAÇÃO EM CURSO NO MUNDO E SEUS IMPACTOS, ESPECIALMENTE SOBRE AS REGIÕES PERIFÉRICAS; MAS DE ACREDITAR QUE APESAR DELA, E PARALELAMENTE A ELA, É POSSÍVEL DESENVOLVER MUDANÇAS POSITIVAS E MUITO SIGNIFICATIVAS EM FAVOR DA REGIÃO E DE SEUS POVOS, DESDE QUE HAJA UMA MOBILIZAÇÃO DAS MUITAS FORÇAS INTERNAS E RECURSOS DE QUE A AMAZÔNIA DISPÕE 

Downloads

Publicado

2012-07-01

Edição

Seção

O direito e o desenvolvimento regional do Brasil: problemas à margem