No sertão e na capital, salve Aparecida: peregrinações em Sergipe no tempo presente

Autores

  • Magno Francisco de Jesus Santos UFF

Palavras-chave:

cultura religiosa, tempo presente, fontes audiovisuais

Resumo

As peregrinações constituem uma das principais facetas do catolicismo no mundo ocidental. Elas estão presentes na cultura judaico-cristã e em pleno século XXI ainda exercem um papel relevante no processo de congregação de devotos. Este artigo se debruça sobre duas peregrinações devotadas a Nossa Senhora Aparecida em Sergipe, ambas instituídas no primeiro decênio do século XXI. A primeira, designada em 2004, ocorre no sertão sergipano, no município de Nossa Senhora Aparecida. A segunda, criada no mesmo ano, ocorre na periferia da capital sergipana, no Conjunto Bugio, onde há um santuário mariano. Com esse exame, pretendemos entender a constituição, pautada no uso de diferentes linguagens da cultura religiosa, de novos santuários em torno de devoções tradicionais em Sergipe no tempo presente.

Biografia do Autor

Magno Francisco de Jesus Santos, UFF

Doutorando em História na Universidade Federal Fluminense e professor da Faculdade Pio Décimo

Downloads

Publicado

2015-09-01

Edição

Seção

Artigos