A formação de um tropicalista: um breve estudo da coluna "Música Popular" de Torquato Neto

Autores

  • Frederico Coelho

Resumo

Enquanto ainda era um jornalista tentando se firmar na imprensa e na música popular brasileira, o compositor e poeta piauiense Torquato Neto escreveu ao longo do ano de 1967 (entre março e outubro) a coluna de crítica musical intitulada ¿Música Popular¿ para o suplemento cultural do Jornal dos Sports, ao lado de colunistas como Mister Eco, Fernando Lobo e Isabel Câmara. As colunas são fontes fundamentais para entendermos o papel que ele desempenhou com sua ¿formação tropicalista¿ ao longo de 1967, e toda a conseqüência dessa trajetória para a dinâmica do movimento musical tropicalista, já que Torquato, além de jornalista, era também participante direto dos fatos por ele narrados ou discutidos. A intenção desse artigo é trazer a público uma fonte que poucas vezes foi estudada para a análise do tropicalismo em particular, e da música popular brasileira em geral, com o intuito crítico de propor novas perspectivas de análise e abordagem sobre o tema da produção cultural brasileira nos anos de 1960 e 70 e os diferentes usos de sua memória. Ao longo dos anos, a existência de um cânone bem erigido e cultivado por outras gerações através da presença marcante do Tropicalismo musical e de seus principais nomes nos trabalhos sobre o tema, acabou por inibir os pesquisadores na busca de novas fontes relevantes do período para se entender o evento e as trajetórias de seus participantes. No intuito de deslocar tais questões, fontes e personagens que sempre estiveram no centro desse debate, o artigo aponta outros caminhos de análise e algumas hipóteses sobre o tema da música popular brasileira nos anos de 1960.

Downloads

Publicado

2002-05-31

Edição

Seção

Artigos