As dimensões subjetivas da política: cultura política e antropologia da política

Autores

  • Leandro Piquet Carneiro

Palavras-chave:

Instituições políticas

Resumo

O artigo discute o desenvolvimento do conceito de cultura política na ciência política e na antropologia, apresentando-o como o conjunto de atitudes, crenças e sentimentos que dão ordem e significado a processos políticos diversos. São discutidos os fundamentos teóricos do conceito de cultura política, segundo o qual as respostas a situações de interação social se dão através de orientações mediadas pela avaliação subjetiva que o ator faz dessas situações. A origem do conceito de cultura política é atribuída ao trabalho de Almond e Verba, The civic culture, que por sua vez inspirou-se, em certa medida, nos estudos antropológicos da escola de Cultura e Personalidade. Os estudos de cultura política têm passado por uma renovação teórica e metodológica importante, que significou uma mudança de objeto político. Os estudos recentes sobre cultura política privilegiam a análise das condições que afetam o desempenho das instituições públicas e a maior ou menor eficiência no atendimento ao interesse público. O desenvolvimento metodológico pode ser resumido como uma tentativa de utilizar diversos conjuntos de dados (surveys, etnografias, estudos históricos etc.) com o objetivo de estimar os fatores que afetam a performance das instituições políticas.

Downloads

Publicado

1999-12-01