Planejamento e ação planejada: o difícil binômio

Autores

  • Belmiro Valverde Jobim Castor
  • Nelson Suga

Resumo

Percepção errada de administradores quanto ao verdadeiro papel e à utilidade do planejamento e atuação de planejadores, tendo como consequência a não implementação de planos, a desmoralização do processo e o reforço da noção de que improvisação e intuição devem ser as únicas fontes de decisões organizacionais, apesar de o planejamento ser indispensável ao aumento da racionalidade das decisões nas organizações modernas e de a preparação de planos envolver técnicas com alto nível de sofisticação teórica. Sugestão de um conjunto de premissas e estratégias para facilitar a transformação de planos em ação planejada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

17-07-1988

Como Citar

Castor, B. V. J., & Suga, N. (1988). Planejamento e ação planejada: o difícil binômio. Revista De Administração Pública, 22(1), 102 a 122. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/9533

Edição

Seção

Artigos