Ecossistema de inovação social, sustentabilidade e experimentação democrática: um estudo em Florianópolis

Conteúdo do artigo principal

Carolina Andion
Graziela Dias Alperstedt
Júlia Furlanetto Graeff

Resumo

As cidades têm sido concebidas como um dos principais loci para promoção de mudanças nos padrões de desenvolvimento e na construção de soluções que possam fazer face à complexidade dos problemas públicos contemporâneos. Nesse contexto, o estudo dos ecossistemas de inovação social (EIS) e de seus efeitos nas cidades se coloca como temática relevante, considerando a crise socioambiental e a diversidade e amplitude dos problemas urbanos vivenciados. Trata-se de compreender em que medida os EIS geram consequências diante das problemáticas vividas nas arenas públicas da cidade. Eis o foco deste artigo, que propõe uma abordagem teórico-metodológica, de inspiração pragmatista, para cartografia e análise dos EIS, que se aplica na cidade de Florianópolis. Por meio da co-construção de uma plataforma digital colaborativa, observam-se atores, suas interações e suas práticas, com vistas a compreender “se” e “como” essa rede favorece a “investigação pública” ou a experimentação democrática e/ou promove dinâmicas de desenvolvimento mais sustentáveis na cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Andion, C., Alperstedt, G. D., & Graeff, J. F. (2020). Ecossistema de inovação social, sustentabilidade e experimentação democrática: um estudo em Florianópolis. Revista De Administração Pública, 54(1), 181–200. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/81093
Seção
Artigos: Edição Corrente

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)