A governança facilitada no Mercosul: transferência de políticas e integração nas áreas de educação, migração e saúde

Autores

  • Alexsandro Eugenio Pereira
  • Glaucia Julião Bernardo
  • Ludmila Andrzejewski Culpi
  • Huáscar Fialho Pessali

Palavras-chave:

Mercosul, transferência de políticas, política migratória, política educacional.

Resumo

O artigo investiga o papel das instituições do Mercosul no processo de transferência de políticas entre os Estados-membros em três áreas especificas: educação, saúde e migração. O argumento principal e que essas instituições tornaram-se espaços formadores de políticas públicas, atuando como facilitadoras da transferência de políticas nos três casos empíricos examinados. O artigo pretende contribuir para o desenvolvimento de estudos empíricos de transferência de políticas públicas nos processos de integração regional. Os blocos regionais criam espaços de articulação de ideias e trocas de experiências entre os gestores de políticas públicas. A metodologia envolveu análise de documentos oficiais do bloco e entrevistas. Apesar do seu caráter intergovernamental e da sua baixa institucionalização, o Mercosul desempenhou funções importantes no processo de formulação de políticas publicas nacionais nas três áreas selecionadas na pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

16-04-2018

Como Citar

Pereira, A. E., Bernardo, G. J., Culpi, L. A., & Pessali, H. F. (2018). A governança facilitada no Mercosul: transferência de políticas e integração nas áreas de educação, migração e saúde. Revista De Administração Pública, 52(2), 285–302. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/74663