A governança facilitada no Mercosul: transferência de políticas e integração nas áreas de educação, migração e saúde

Conteúdo do artigo principal

Alexsandro Eugenio Pereira
Glaucia Julião Bernardo
Ludmila Andrzejewski Culpi
Huáscar Fialho Pessali

Resumo

O artigo investiga o papel das instituições do Mercosul no processo de transferência de políticas entre os Estados-membros em três áreas especificas: educação, saúde e migração. O argumento principal e que essas instituições tornaram-se espaços formadores de políticas públicas, atuando como facilitadoras da transferência de políticas nos três casos empíricos examinados. O artigo pretende contribuir para o desenvolvimento de estudos empíricos de transferência de políticas públicas nos processos de integração regional. Os blocos regionais criam espaços de articulação de ideias e trocas de experiências entre os gestores de políticas públicas. A metodologia envolveu análise de documentos oficiais do bloco e entrevistas. Apesar do seu caráter intergovernamental e da sua baixa institucionalização, o Mercosul desempenhou funções importantes no processo de formulação de políticas publicas nacionais nas três áreas selecionadas na pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Pereira, A. E., Bernardo, G. J., Culpi, L. A., & Pessali, H. F. (2018). A governança facilitada no Mercosul: transferência de políticas e integração nas áreas de educação, migração e saúde. Revista De Administração Pública, 52(2), 285–302. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/74663
Seção
Artigos