Modelo procedimental na avaliação das políticas públicas por meio da gamificação

Autores

  • Ángel Torres-Toukoumidis
  • Luis M. Romero-Rodríguez
  • Ignacio Aguaded
  • Amor Pérez-Rodríguez
  • Yamile Sandoval

Palavras-chave:

políticas públicas, participação cidadã, gamificação, modelo de avaliação, experiência do usuário.

Resumo

Este artigo tem como objetivo propor um modelo procedimental concebido para otimizar a experiência dos cidadãos na tomada de decisões de políticas públicas por meio da gamificação. Parte-se do pressuposto de que a gamificação promove a motivação para uma atividade, aumentando a participação dentro de um âmbito específico. Nesse caso, a gamificação é utilizada para incentivar o envolvimento dos cidadãos na tomada de decisões. Com esse objetivo, comparam-se três modelos de avaliação de políticas públicas que incorporam a participação civil em três papéis diferentes: auditor, passiva e ativa. Ao aplicar a metodologia Delphi, os resultados de fidelidade e consistência interna revelam que o modelo de participação ativa é alvo de uma valoração superior por parte dos especialistas, no que se refere à gamificação. Em conclusão, o modelo gerado abre uma nova área de conhecimento no âmbito da avaliação de políticas públicas, integrada na interatividade do contexto midiático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

11-10-2017

Como Citar

Torres-Toukoumidis, Ángel, Romero-Rodríguez, L. M., Aguaded, I., Pérez-Rodríguez, A., & Sandoval, Y. (2017). Modelo procedimental na avaliação das políticas públicas por meio da gamificação. Revista De Administração Pública, 51(5), 810-827. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/72426

Edição

Seção

Artigos