Fluxo Editorial

Avaliação de Formato

Esta etapa de avaliação de formato é realizada pela Equipe da Redação, que analisa a adequação do trabalho às normas de formatação e normalização da RAE, de acordo com a seção em que o trabalho foi submetido, considerando os seguintes quesitos:

  • Extensão do texto

  • Presença e extensão dos metadados

Autoria

Título (extensão, versões em português, inglês e espanhol)

Resumo (extensão e versões em português, inglês e espanhol)

Palavras-chave (quantidade e versões em português, inglês e espanhol)

Intertítulos (tipologias hierárquicas)

  • Formatação e inserções de fórmulas, tabelas, gráficos, figuras, imagens, anexos, apêndices etc.

  • Fonte utilizada no texto (tipo, tamanho, tipologias etc.)

  • Alinhamento

  • Espaçamento entrelinhas

  • Citações e referências

Nesta etapa do processo, os artigos com inadequação de formato e estrutura são rejeitados podendo ser submetidos após as correções apontadas pela Equipe Editorial.

É muito importante que, antes da submissão, o autor verifique se seu artigo está no padrão de formatação utilizado pela RAE, pois, assim, o processo torna-se mais ágil, com ganhos principalmente para o autor. A título de informação, o índice anual de reprovação de artigos por formato tem sido por volta de 40%.

Os itens de maior índice de rejeição na Redação da RAE são:

  • Tabelas, Quadros, Figuras e Gráficos no corpo do texto: o formato do artigo submetido para o processo de avaliação é diferente do artigo publicado na revista. Dessa forma, os diagramas devem ser inseridos ao final do artigo, após as referências e deve-se sinalizarseu(s) local(is) de inserção ao longo do texto.
  • Identificação de autoria na primeira página do artigo: para garantir lisura em nosso processo de avaliação os nossos editores científicos e avaliadores não podem ter acesso à informação de autoria dos artigos submetidos e vice-versa.
  • Número de palavras acima de 8.000: permitimos um excedente de 10% do limite estabelecido, os autores devem usar esse limite com parcimônia.
  • Notas de rodapé: quando relevante deve-se inserir o conteúdo no corpo do texto.

O capítulo Formato deste Manual da RAE traz mais detalhes sobre a formatação dos trabalhos.

 

Rastreamento de similaridades

 

Após a Avaliação de Formato, o texto passa por um processo automático de rastreamento de similaridades realizado por uma plataforma internacional que efetua uma busca abrangente em bases de dados de periódicos, em acesso aberto e restrito.

O relatório de similaridades de cada texto é avaliado de modo individual, caso a caso, pois a ferramenta identifica as semelhanças entre um texto submetido e outros já publicados, mas não distingue conteúdo textual, podendo, por exemplo, indicar citações devidamente identificadas. Além disso, o software não consegue apontar ideias similares que providencialmente tenham sido publicadas com uso de diferentes palavras, ou mesmo não identifica autoplágio, apesar de sempre informar a fonte na qual identificou similaridades, dentre outras situações. As ferramentas de identificação de similaridades são essenciais no processo de preservação da originalidade e autoria dos textos, porém, por ora, cabe exclusivamente à equipe editorial uma avaliação mais profunda a fim de assegurar integridade aos direitos de autor.

Após cuidadosa avaliação do relatório de similaridades encontradas no texto, o autor é notificado pela RAE e, dependendo do grau de semelhanças e de sua origem, o trabalho pode ser rejeitado ou o autor é convidado a se manifestar ou proceder as correções e alterações no texto.  

 

Primeiro desk review

 

Realizado pelo Editor Chefe e pelo Editor Adjunto, os artigos são avaliados quanto a sua aderência à Linha Editorial e quanto ao seu potencial para seguir ou não para a etapa seguinte (segundo desk review). Os autores são notificados quando o artigo não é selecionado para a próxima etapa e recebem uma das seguintes comunicações:

  • Immediate Reject & Resubmit: quando o artigo apresenta uma contribuição interessante para a área com uma linguagem clara e objetiva, mas o referencial teórico pode ser mais bem explorado e atualizado, além de incluir obras clássicas e/ou de referência no respectivo campo de estudo para alicerçar a análise dos resultados.
  • Immediate Reject: quando o artigo mesmo apresentando uma importante contribuição para a área não possui um desenvolvimento teórico sólido e os procedimentos metodológicos não estão adequados para o encadeamento lógico dos argumentos e conclusões sobre o respectivo campo de estudo.

No planejamento da RAE, busca-se realizar essa etapa de avaliação em até 5 dias, o que contribui significativamente para a celeridade do processo de avaliação. A média anual de realização desta etapa não tem ultrapassado 3,5 dias. 

A média anual de rejeição à publicação nesta etapa é de cerca de 70%.

 

Segundo desk review

Nesta etapa, o Editor Científico avalia se o trabalho apresentado tem de fato contribuição científica para a área, qual a relevância e a pertinência do tema ao contexto e ao momento e decide-se sobre seu encaminhamento ou não para a processo seguinte (double blind review).

Caso o artigo apresente uma contribuição potencial para a área de conhecimento na qual se insere, o Editor Científico justifica brevemente sua decisão e indica dois avaliadores ad hoc. Caso considere que o artigo não tem condições para continuar no processo editorial, o Editor Científico encaminha um parecer de rejeição justificando a decisão que, após avaliação do Editor Chefe, é encaminhada aos autores pela Redação.

RAE propõe aos editores científicos a realização desta etapa de desk review em até 15 dias.

O índice de rejeição de trabalhos à publicação nesta etapa tem sido, em média, de 25%.

 

Double blind review

 

Sob a coordenação de um editor científico convidado (ou associate editor, denominado no tópico anterior como “segundo desk review”), o sistema double blind review é a principal fase da certificação científica de um artigo, que envolve a avaliação por pares. É realizada pelos colaboradores ad hoc, sugeridos pelos Editores Científicos ou pela Equipe Editorial.

Os autores e colaboradores podem acessar as informações detalhadas em Autor e Formato (neste Manual)  e, assim, preparar seu artigo de modo mais alinhado aos critérios e orientações da RAE.

RAE propõe aos avaliadores a elaboração dos pareceres em até 15 dias.

Abaixo, disponibilizamos links utéis para que autores e revisores atentem-se para os critérios que são considerados no processo de avaliação:

Autor

Revisor

 

Aperfeiçoamento

Nesta etapa, o Editor Científico analisa os pareceres recebidos pelos avaliadores ad hoc e sinaliza que o artigo tem potencial para publicação, porém necessita de melhorias. Os autores recebem os pareceres acompanhados dessa decisão editorial e, para dar continuidade ao processo de avaliação, a RAE solicita:

  • Que os autores façam as correções sugeridas que considerarem pertinentes; e
  • Na submissão de uma nova versão corrigida, em uma carta a parte, os autores devem explicitar: quais sugestões foram atendidas, quais não foram e o motivo pelo qual isso ocorreu. 

Espera-se que os autores cumpram a etapa de aperfeiçoamento em até 15 dias.

 

Aprovação

Considera-se um trabalho aprovado aquele que cumpriu todas as etapas do fluxo editorial descritas nos tópicos anteriores.

Após aprovação, o artigo é inserido nas reuniões de pauta para definição da edição a ser publicado. A RAE estabelece o prazo máximo de seis meses para publicar o artigo após sua aprovação. 

Definida a edição na qual o artigo será veiculado, inicia-se o processo de editoração (revisão ortográfico-gramatical, tradução, revisão bibliográfica, copidesque e edição). Para as submissões a partir de 01-01-2018, os autores são responsáveis pela tradução para inglês dos artigos submetidos em português ou espanhol, garantindo a publicação bilíngue.

O prazo médio anual entre submissão e aprovação de artigos submetidos à RAE é de 219 dias, incluindo o prazo em que o trabalho fica com autores para aperfeiçoamento.

Após aprovação, o artigo é inserido nas reuniões de pauta para definição da edição a ser publicado. A RAE tem como meta prazo máximo de seis meses para publicar o artigo após sua aprovação.