Fundos de pensão, mercados de capitais e corporate governance: lições para os mercados emergentes

Autores

  • Flávio Marcílio Rabelo

Palavras-chave:

fundos de pensão, mercados de capitais, controle corporativo, estrutura de propriedade

Resumo

Nos seus vinte anos de existência, o sistema brasileiro de previdência complementar acumulou ativos de mais de 70 bilhões de reais. Existe um crescente debate sobre o papel que os fundos de pensão podem desempenhar na economia brasileira. Alimenta-se uma esperança de que eles possam contribuir em três áreas fundamentais: (a) financiamento do desenvolvimento, (b) expansão dos mercados de capitais e (c) democratização do capital (desconcentração da estrutura de propriedade corporativa). Este trabalho procura extrair da experiência dos paísesindustrializados algumas perspectivas que possam contribuir para o debate em torno do crescimento e atuação de fundos de pensão nos mercados emergentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1998-01-01

Como Citar

RABELO, F. M. Fundos de pensão, mercados de capitais e corporate governance: lições para os mercados emergentes. RAE-Revista de Administração de Empresas, [S. l.], v. 38, n. 1, p. 38–51, 1998. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rae/article/view/37817. Acesso em: 29 nov. 2021.

Edição

Seção

Economia de empresas