Organizações sociais e agroecologia: construção de identidades e transformações sociais

Autores

  • Márcio André Leal Bauer
  • Zilá Mesquita

Palavras-chave:

Identidade, realidade, organizações sociais, agroecologia, construcionismo

Resumo

No presente trabalho, procuramos discutir as transformações ocorridas no espaço da agricultura familiar pós-Revolução Verde, especialmente a partir do movimento contestatório engendrado por organizações sociais que defendem o ideário agroecológico. Inicialmente, procurou-se compreender como a identidade a e realidade social são construídas e reconstruídas socialmente. Utilizou-se uma abordagem fenomenológica para investigar como se dá a ruptura com a realidade convencional e a transição para a agroecologia. Com base nas evidências empíricas, é possível dizer que a agroecologia participa da ressignificação positiva da identidade social dos agricultores. Entretanto, o reconhecimento da nova identidade passa pelo questionamento da realidade dominante a partir de crises vividas pelos agricultores. Sua manutenção requer partilhá-la intersubjetivamente com um grupo ou organização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-07-01

Como Citar

BAUER, M. A. L.; MESQUITA, Z. Organizações sociais e agroecologia: construção de identidades e transformações sociais. RAE-Revista de Administração de Empresas, [S. l.], v. 48, n. 3, p. 23–34, 2008. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rae/article/view/36653. Acesso em: 29 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos