Sobre a Revista

Foco e Escopo

Mosaico é uma publicação científica semestral do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC), com sede na cidade do Rio de Janeiro.

A Revista tem como objetivo promover a divulgação de conhecimento científico e enriquecer o debate acadêmico por meio da publicação de artigos voltados para as áreas de Ciências Humanas e Sociais, elaborados sob as mais diversas perspectivas teórico-historiográficas, respeitando a interdisciplinaridade e valorizando o diálogo entre as áreas. Também poderão ser publicadas outras produções acadêmicas, como resenhas de livros, entrevistas, notas de pesquisas e produções artísticas visuais.

ISSN (versão online): 2176-8943

Periodicidade

A Revista Mosaico publicou seu primeiro volume em 2009 e tem periodicidade semestral.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. Os autores detêm responsabilidade pelo conteúdo de seus artigos, certificando-se de que o texto não contém plágio, autoplágio ou publicação de resultados de pesquisa fraudulentos. Os direitos autorais devem ser respeitados e os artigos devem ser propriamente citados.

Processo Editorial

Todos os artigos recebidos serão submetidos a pareceristas para que emitam sua avaliação. Os trabalhos enviados para publicação devem ser inéditos, não constando publicações dos mesmos em nenhuma outra revista científica ou livros, mesmo no prelo. As produções acadêmicas devem ser redigidas em português, espanhol ou inglês. Todos os textos divulgados na Revista Mosaico estão submetidos à Licença Creative Commons. Desse modo, é permitido: copiar, distribuir, exibir e executar a obra, assim como criar obras derivadas, desde que não seja utilizada com finalidades comerciais. Deve-se dar crédito ao autor original, da forma especificada pelo autor ou licenciante. Os autores têm responsabilidade total e única pelo conteúdo dos textos assinados.

A Revista Mosaico funciona em fluxo contínuo para recebimento e avaliação de trabalhos (artigos livres e notas de pesquisa), que são  semestralmente publicados junto a um dossiê temático. Para o fluxo contínuo, os manuscritos podem ser submetidos em qualquer data. Assim que forem enviados, serão designados os avaliadores e, em caso de aprovação, serão incorporados no próximo número a ser publicado. No caso do dossiê temático, são divulgadas as chamadas no site da revista, com os respectivos temas e prazos para submissão. Ocasionamente para a data de publicação do dossiê, alguns artigos podem permanecer na fase de avaliação, não sendo publicados naquela edição, todavia sendo reservados para edição posterior. O(A) autor(a)  será consultado(a) quanto à intenção de permanência do seu trabalho no fluxo.

O processo editorial da Revista Mosaico segue as etapas:

  1. A submissão é distribuída para um integrante da equipe editorial que realiza a primeira avaliação, com os seguintes objetivos: a) verificar a adequação às normas da RM; b) identificar qualquer conduta antiética relacionada a plágio, autoplágio ou coautoria antiética. Quando identificada conduta imprópria, a revista recusará a publicação do artigo e comunicará a decisão ao autor; c) verificar a aderência do manuscrito ou ensaio visual à política editorial da revista, em especial no que se refere ao escopo temático de cada número e ao padrão de qualidade mínimo exigido. Quando o manuscrito for considerado não aderente, será rejeitado.
  2. Durante todo o processo de avaliação, as identidades de seu autor e dos pareceristas serão mantidas em sigilo, sendo de conhecimento apenas do Conselho Editorial;
  3. Todos os artigos que forem inicialmente acolhidos serão submetidos a dois ou mais pareceristas ad hoc alheios à equipe editorial. Os pareceristas serão selecionados a partir da análise do Currículo Lattes, levando em consideração a sua área de especialidade, e que não tenham o mesmo vínculo institucional do autor(a). Os pareceres poderão recomendar: a) a aceitação integral do texto; b) a recusa integral; c) a aceitação com pequenas modificações; d) a aceitação com modificações significativas, sendo o texto, nestes dois últimos casos, reenviado ao(à) autor(a) para as alterações;
  4. No caso de parecer positivo, o autor será comunicado do aceite para publicação mediante comunicação formal enviada pelo Conselho Editorial;
  5. No caso de parecer positivo, mas com solicitação de adequações, o autor receberá o parecer, com a identidade do parecerista protegida, e terá o prazo indicado pelo Conselho Editorial para rever o texto;
  6. Se houver discrepância entre os pareceristas quanto à conveniência da publicação, o Conselho Editorial decidirá sobre a publicação do artigo;
  7. No caso de parecer negativo, o (a) autor(a) receberá um comunicado formal da rejeição enviado pelo Conselho Editorial, em conjunto com os pareceres emitidos, com as identidades dos pareceristas protegidas. Da decisão não cabe recurso;
  8. Em hipótese alguma os pareceristas serão confrontados com os questionamentos feitos pelo(a) autor(a) ao Conselho Editorial, após o recebimento de pareceres. O Conselho Editorial prima pela qualidade dos avaliadores convidados, portanto confia nas análises entregues;
  9. As Notas de Pesquisa, Entrevistas e Resenhas não são submetidas aos pareceristas, sendo avaliadas diretamente pelo Conselho Editorial.

Formato de Avaliação

Os seguintes aspectos são observados pelos pareceristas no momento da avaliação:

  1. O texto encontra-se sintonizado com os propósitos de originalidade e ineditismo; 
  2. Adequação do título ao conteúdo do manuscrito;
  3. Adequação do resumo (contendo objetivo, método, resultados e conclusão);
  4. Clareza e pertinência do argumento central;
  5. Desenvolvimento do argumento central (lógico, coeso, coerente e bem estruturado);
  6. Documentação histórica bem utilizada;
  7. Qualidade do estilo e linguagem;
  8. Densidade teórico-metodológica das análises (consistência das afirmações, sem especulações);
  9. Relevância da discussão proposta para novas pesquisas;
  10. Referências bibliográficas pertinentes.

Código Ético

A Revista Mosaico entende que o processo de editoração e publicação científica implica um compromisso ético de autores, editores e pareceristas. Inspirados nas diretrizes da COPE (https://publicationethics.org/), estabelecemos as seguintes orientações gerais:

Autores devem:

  1. Comprometer-se com a fidedignidade das informações submetidas juntamente com o manuscrito;
  2. Referenciar adequadamente todos os dados e materiais bibliográficos citados no artigo;
  3. Enviar trabalhos originais, sem plágios ou autoplágios;
  4. Respeitar as decisões comunicadas pelo Conselho Editorial;
  5. Estar ciente e de acordo com as explicações do processo de submissão, avaliação e publicação da Revista.

 Conselho Editorial deve:

  1. Agir de forma transparente e equilibrada, informando adequadamente os autores sobre as regras e os procedimentos adotados;
  2. Realizar avaliação prévia dos manuscritos em busca de condutas impróprias, em especial: plágio, autoplágio e coautoria predatória. Os editores avaliam previamente os manuscritos para identificar a conduta imprópria com a utilização preferencialmente de softwares antifraude e conferência de publicações anteriores da autoria e de terceiros sobre o mesmo tema. Quando identificado a conduta imprópria, a Revista Mosaico nega a avaliação do artigo e informa os(as) envolvidos(as). A qualquer momento, se ainda assim for identificada de alguma informação fraudulenta, plágio ou autoplágio, em manuscritos publicados, a Revista Mosaico poderá seguir a diretriz de retirar a publicação dos registros, publicar a retratação e/ou corrigir o artigo, quando couber.

Pareceristas devem:

  1. Atentar para quaisquer conflitos de interesse existentes e informar os editores sobre os mesmos;
  2. Elaborar pareceres de forma objetiva e construtiva, evitando comentários hostis que não contribuam para o debate científico razoável;
  3. Elaborar seus pareceres no tempo acordado com os editores.

 Após a publicação de um texto na Revista Mosaico, o(a) autor(a) será submetido(a) a um período de seis meses de carência, durante o qual não poderá apresentar nova proposta de artigo/trabalho. Os (As) autores (as) que atuarem como pareceristas em um número da revista não poderão submeter artigo para publicação no mesmo número.

A Revista Mosaico não cobra taxa de submissão e os pareceristas, consultores, bem como os membros do Conselho Editorial não recebem remuneração pelo serviço prestado.

Caso autores(as) e pareceristas tenham reclamações sobre decisões tomadas pela Revista Mosaico, devem escrever para o endereço eletrônico institucional da revista (mosaico@fgv.edu.br). Os editores-chefes devem responder à questão num prazo máximo de 30 dias, consultando, caso achem que seja necessário, o Conselho Consultivo.

Regimento

Clique aqui para ler o Regimento Interno da Revista Mosaico.