image

Chamada para Casos de Ensino

TECNOLOGIA SOCIAL

SUBMISSÃO: Até 28 de Fevereiro de 2022

PUBLICAÇÃO: Novembro de 2022

Editor da GVcasos: Martin Jayo – EACH-USP

Editores convidados: Marlei Pozzebon – HEC Montreal e FGV EAESP | Ana Clara Souza – PUCRS

Fabio Prado Saldanha – HEC Montreal

 

Para acessar a versão em PDF, clique aqui

 

A GVcasos – Revista Brasileira de Casos de Ensino em Administração, editada desde 2011 pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP), é um periódico pionei- ro, o primeiro do Brasil especializado na publicação de casos de ensino.

A GVcasos convida autores para submissão em um dossiê especial sobre Tecnologia Social. Trata-se de uma iniciativa de reunir um conjunto de casos de ensino que tratam desse tema de alta relevância para as sociedades brasileira e internacional. Embora existam várias definições e abordagens, consideramos, nesta chamada, o conceito adotado pelo Instituto de Tecnologia Social (ITS Brasil, 2004): um conjunto de técnicas, metodologias transformadoras, desenvolvidas e/ou aplicadas na interação com a população e apropriadas por ela, que representam soluções para inclusão social e melhoria das condições de vida. O conceito de Tecnologia Social tem uma longa trajetória de construção (Pozzebon & Fontenelle, 2018), tendo sido influen- ciado pelo movimento anticolonialista de Ghandi nos anos 1930, pelas tradições das tecnologias apropriadas e democráticas das décadas de 1970 a 1990, e presentemente sendo repensado por Dagnino (2019) como parte da plataforma cognitiva de lançamento da economia solidária denominada tecnociência solidária.

 

Um caso de ensino é um texto de natureza pedagó- gica com o intuito de ser utilizado em sala de aula, para cursos de Administração de Empresas, Admi- nistração Pública e áreas correlatas, seja em nível de graduação, pós-graduação, especialização ou edu- cação continuada. Um caso de ensino é constituído por dois documentos:

    • Um primeiro texto (corpo do caso), acessível de maneira ampla, aberta e sem restrições, que será lido por alunos em um contexto pedagógico.

    • Um segundo texto (notas de ensino), cujo acesso é destinado somente a professores e instrutores, com o intuito de auxiliá-los na utilização do caso em sala de aula ou outros espaços de aprendizagem.

Quanto ao tamanho, estrutura e formatação, os traba- lhos submetidos devem seguir as “diretrizes para au- tores” disponíveis no site da GVcasos em Submissões.

Cronograma do dossiê:

  • Submissão do caso de ensino + notas de ensino: até 28 de fevereiro de 2022.

  • Primeira rodada de avaliação: de março a maio de 2022.

  • Resposta do processo de avaliação (primeira rodada): maio de 2022.

  • Submissão da versão revista, quando aplicável: até 30 de junho de 2022.

  • Segunda rodada de avaliação: de julho a agosto de 2022.

  • Resultado final da avaliação: setembro de 2022.

  • Publicação do dossiê especial com os casos aprovados: novembro de 2022.

Exemplos de casos de ensino publicados sobre o tema da Tecnologia Social

Saldanha, Fabio Prado, Delgado, Natalia Aguilar, & Pozzebon, Marlei. (2019, julho/dezembro). ‘Tecnologia social’ and social change: The case of Agência de Redes in Rio de Janeiro. GVcasos – Revista Brasileira de Casos de Ensino em Administração, 9(2), 8. Recuperado de http:// bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/gvcasos/article/view/79136/77238

Souza, Ana Clara Aparecida Alves, Pozzebon, Marlei, & Silva, José Carlos Lázaro, Filho. (2015, julho/ dezembro). ADEL: Jovens no semiárido cearense criando tecnologias sociais. GVcasos – Revista Brasileira de Casos de Ensino em Administração, 5(2), 11. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv. br/ojs/index.php/gvcasos/issue/current

 

Referências

Dagnino, Renato. (2014). A tecnologia social e seus desafios. In: Dagnino, Renato (org.) Tecnologia social: Contribuições conceituais e metodológicas (Vol. 2, pp. 19-34). João Pessoa, PB: Editora da Universidade Federal da Paraíba. Recuperado de http://books.scielo.org/id/7hbd

Dagnino, Renato. (2019). Tecnociência solidária: Um manual estratégico. Marília (SP): Lutas Anticapital.

Duque, Thaís Oliveira, & Valadão, José de Arimatéia Dias. (2017). Abordagens teóricas de tecnologia social no Brasil. RPCA – Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 11(5), 1-19.

ITS Brasil. (2004). Caderno de debate: Tecnologia social no Brasil. São Paulo, SP: Instituto de Tecnologia Social. Recuperado de http://itsbrasil.org.br/conheca/tecnologia-social/

Neder, Ricardo, & Thomas, Hernán. (2010). The movement for social technology in Latin-America & its meaning for the research about degrowth and ecological sustainability. Second International Conference on Economic Degrowth for Ecological Sustainability and Social Equity, Barcelona, España. Recuperado de http://shorturl.at/acsLS

Pozzebon, Marlei, & Fontenelle, Isleide Arruda. (2018). Fostering the post-development debate: The Latin American concept of tecnologia social. Third World Quarterly, 39(9), 1750-

1769. DOI:10.1080/01436597.2018.1432351

Pozzebon, Marlei, Tello-Rozas, Sonia, & Heck, Isabel. (2021). Nourishing the social innovation debate with the social technology South American research tradition. Voluntas International Journal of Voluntary and Nonprofit Organizations, (32), 663-677. https://doi.org/10.1007/s11266-021-00314-0

Souza, Ana Clara Aparecida Alves de, & Pozzebon, Marlei. (2020). Práticas e mecanismos de uma tecnologia social: Transformação social no semiárido. Organizações & Sociedade, 27(93), 231-254. Recuperado de https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaoes/article/view/24940