O papel da universidade em iniciativas voltadas à informação, cidadania e accountability em Córdoba e São Paulo

Conteúdo do artigo principal

Camila Pagani
Paula Chies Schommer

Resumo

Este trabalho tem por objetivo identificar os diferentes papéis que a universidade pode desempenhar quando se envolve em iniciativas da sociedade civil voltadas a informação, cidadania e accountability social em cidades latino-americanas, particularmente nas iniciativas da Rede Nossa São Paulo e da Red Ciudadana Nuestra Córdoba. O contexto do trabalho leva em consideração os desafios contemporâneos nas cidades latino-americanas, dos possíveis papéis da universidade diante deles e da diferença de atuação das universidades nas duas iniciativas estudadas, as quais fazem parte da Rede Latino-Americana por Cidades e Territórios Justos, Democráticos e Sustentáveis. Com base em pesquisa exploratória e descritiva, realizada em 2015, em Córdoba e São Paulo, identificam-se os diferentes papéis, as razões que o explicam e os efeitos da interação entre universidade e iniciativas na atuação de ambas e nas suas cidades.

Detalhes do artigo

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Camila Pagani, Universidade Federal de Santa catarina

Mestre em Administração pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Bacharel em Administração Pública pela UDESC. Tecnóloga em Gestão da Tecnologia da Informação pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Atualmente é Servidora Técnica Administrativa em Educação, no cargo de Administradora, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Paula Chies Schommer, Universidade do Estado de Santa Catarina

Professora de Administração Pública na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/ESAG). É líder do grupo de pesquisa Politeia - Coprodução do Bem Público: Accountability e Gestão. É doutora em administração de empresas pela Fundação Getulio Vargas - SP, mestre em administração pela Universidade Federal da Bahia e graduada em administração de empresas pela Universidade de Caxias do Sul. Integra a Rede de Pesquisadores em Gestão Social (RGS), a International Society for Third-Sector Research (ISTR) e a International Research Society for Public Management (IRSPM). É membro do Board of Directors da International Society for Third-Sector Research (ISTR) (2015-2018). Entre seus temas de interesse, estão: coprodução do bem público, accountability, governança, gestão pública, gestão social, desenvolvimento socioterritorial e investimento social privado.