Agentes de implementação: uma forma de análise de políticas públicas

Autores

  • Gabriela Spanghero Lotta UFABC

DOI:

https://doi.org/10.12660/cgpc.v19n65.10870

Resumo

Resumo

Este artigo tem como foco a análise da implementação das políticas públicas e dos burocratas implementadores. Considerando que a forma como as políticas são implementadas altera os resultados, o objetivo aqui é apresentar uma nova perspectiva analítica sobre essa questão. Para tanto, são observadas as formas de execução adotadas pelos Agentes Comunitários de Saúde, que são os implementadores do Programa Saúde da Família. O levantamento delas é construído a partir do olhar das práticas adotadas, do exercício da discricionariedade e das formas de interação que os burocratas adotam com usuários e outros profissionais dessas políticas. Por fim, avançamos na discussão de como ampliar os estudos de implementação, incorporando novos olhares que permitam compreender a complexidade desse processo.

Palavras-chave: Políticas públicas, Implementação, Burocratas, Política de saúde, Burocracia de nível de rua.

Biografia do Autor

Gabriela Spanghero Lotta, UFABC

Professora do curso de Políticas Públicas da UFABC. Doutora em Ciência Política pela USP, mestre e graduada em administração pública pela FGV

Downloads

Publicado

2014-07-01

Edição

Seção

Artigos