A poupança conseguirá financiar o crescimento do crédito imobiliário?

Autores

  • José Manoel Alvarez Lopez

Resumo

Antes de pensar nos novos desafios para o crédito imobiliário, temos que comentar os avanços já realizados. Taxas de crescimentos desde 2004 superiores a 60%, financiando a aquisição e a construção de imóveis, primordialmente residenciais. O primeiro semestre de 2009 teve um comportamento diferente, com um crescimento de 4% em relação ao mesmo período de 2008. Em termos percentuais, o número pode parecer pequeno, mas o resultado positivo de 4% é para ser comemorado, pois ocorreu em um contexto de crise mundial. Além disso, se decompusermos esse número entre financiamento à aquisição e à construção, observamos que o primeiro teve um crescimento de 40% e o segundo redução de 25%.

Downloads

Publicado

2009-05-29

Edição

Seção

Opinião