Construção civil gerou R$ 137 bilhões de renda em 2009

Autores

  • Fernando Garcia
  • Ana Maria Castelo

Resumo

Medidas anticíclicas mantiveram o investimento em patamarelevado e permitiram forte retomada em 2010.
O ano de 2008 foi atípico para a cadeia da construção: durante os três primeiros trimestres, ela viveu o período de maior aquecimento dos últimos cinco anos e, no último trimestre, enfrentou uma redução brusca de atividades decorrente do agravamento da crise mundial. A retração dos últimos meses de 2008 fez com que a cadeia da construção iniciasse o ano de 2009 em um patamar bem inferior ao observado um ano antes. Mas a política anticíclica adotada pelo governo recolocou a cadeia na rota do crescimento econômico. Especialmente o núcleo da cadeia, formado pela construção civil sentiu menos a crise e conseguiu manter o crescimento, embora a taxas menores. Os números da cadeia, consolidados pela FGV para a Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), retratam esse movimento.

Downloads

Publicado

2010-05-23

Edição

Seção

Cadeia produtiva