Meritocracia e gestão de pessoas por competências: tema utópico ou realidade organizacional?

Conteúdo do artigo principal

Almir Rogério da Silva Souza
Isabella Francisca Freitas Gouveia de Vasconcelos

Resumo

Neste trabalho se realiza uma revisão de literatura sobre o valor meritocracia nas sociedades contemporâneas e nas organizações. Relacionamos o valor meritocracia a um modelo de gestão de pessoas baseado em competências (modelo estratégico de gestão de pessoas), onde são definidos objetivos e metas claras de forma transparente com equipes de trabalho e indivíduos e realizada uma avaliação de desempenho segundo critérios claros previamente estabelecidos e, quando apurado o mérito, o mesmo é reconhecido com base em remuneração diferenciada para indivíduos e equipes, além de ser reconhecido o mérito de forma simbólica. Ressalta-se que um sistema meritocrático e uma gestão por competências reforçam o sentimento de justiça social nas organizações e equidade e as relações de confiança no sistema. Depois de realizada uma pesquisa, onde foram entrevistados 17 executivos alunos do Mestrado Profissional em Administração, em uma organização de ensino de excelência, constatou-se que 53% dos mesmos trabalham em empresas consideradas meritocráticas por eles e 36% em empresas parcialmente meritocráticas e 11% em empresas onde não existe nenhum reconhecimento de mérito. Analisaram-se as causas destes resultados, propondo-se soluções para o aprimoramento destes sistemas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Souza, A. R. da S., & Vasconcelos, I. F. F. G. de. (2021). Meritocracia e gestão de pessoas por competências: tema utópico ou realidade organizacional?. Cadernos EBAPE.BR, 19(1), 190–202. https://doi.org/10.1590/1679-395120190100
Seção
Artigo Convidado

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>