Inovação tecnológica radical e mudança organizacional: a institucionalização de organizações resilientes e formas de trabalho mais substantivas

Conteúdo do artigo principal

Isabella Francisca Freitas Gouveia de Vasconcelos
Hélio Arthur Reis Irigaray
Fabiana Braga Leal
Leonardo Araújo de Carvalho

Resumo

Este artigo-dossiê apresenta inicialmente uma reflexão sobre a institucionalização de organizações resilientes, uma vez que a mudança organizacional é a reinvenção de um novo sistema de regras e normas com o propósito de encorajar novas condutas e convívios e formas de negociação necessárias e, no que concerne, lograr a colaboração dos indivíduos na organização e a execução de novas soluções tecnológicas. Dedicando-se ao número temático “Inovação em Organizações de Economias Emergentes”, o propósito, conforme expresso pelos editores convidados desta edição, Bernardes, Borini e Figueiredo (2019), é instigar uma contemplação orientada à estruturação de uma agenda de pesquisa crítica sobre a área das estratégias de inovação e das organizações em economias emergentes e suas implicações originais na academia brasileira. Uma introdução ao estudo da inovação tecnológica na comunicação científica é apresentada, englobando pesquisa científica, publicações científicas e tecnologia digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Vasconcelos, I. F. F. G. de, Irigaray, H. A. R., Leal, F. B., & Carvalho, L. A. de. (2019). Inovação tecnológica radical e mudança organizacional: a institucionalização de organizações resilientes e formas de trabalho mais substantivas. Cadernos EBAPE.BR, 17(4), 895–922. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/80875
Seção
Artigo Convidado – Dossiê Inovação

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>