Enrique Dussel e a Filosofia da Libertação nos Estudos Organizacionais

Conteúdo do artigo principal

Felipe Fróes Couto
Alexandre de Pádua Carrieri

Resumo

A proposta deste ensaio teórico é revisitar, de modo didático e não exaustivo, as principais ideias de Enrique Dussel e sua Filosofia da Libertação, passando pelos principais conceitos e pelas categorias elaboradas pelo autor. A base positiva dessa filosofia nos desafia a romper com o silêncio das vozes dos oprimidos, dos explorados ou das vítimas, que não foram considerados agentes relevantes na construção da sociedade moderna (mulheres, índios, escravos, sertanejos etc.). A Filosofia da Libertação se baseia nos conceitos de totalidade, exterioridade, alienação, mediação, proximidade e libertação. A totalidade, fundamentada pela pretensão conquistadora dos colonizadores, dá-se a partir de uma dimensão ontológica que revela a verdade como aquela decorrente dos que se julgam superiores por sua dominação tecnológica ou econômica. Esse discurso resultou na exterioridade daqueles que não integram originalmente esse público, excluindo-os do sistema e atribuindo a eles a alienação, que é a negação do seu status de sujeito. Afirmamos a colonização da Administração quando substituímos a consciência crítica da Administração pela leitura da mídia popular de negócios, pela retórica das consultorias e pela crença de um livre mercado em que, naturalmente, não haverá recursos para todos, mas apenas para aqueles que prosperarem em um cenário de incertezas. A teoria clássica da economia naturaliza a competição e a exterioridade, entretanto, podemos nos organizar para atender às necessidades populares de modo mais inclusivo, democrático e respeitando os limites da natureza. A proximidade e a libertação são a chave do pensamento teórico para a superação dessa visão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Couto, F. F., & Carrieri, A. de P. (2018). Enrique Dussel e a Filosofia da Libertação nos Estudos Organizacionais. Cadernos EBAPE.BR, 16(4), 631–641. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/69213
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Felipe Fróes Couto, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Professor de Educação Superior na Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. Mestre e doutorando em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG.

Alexandre de Pádua Carrieri, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Professor Titular da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>