“Eu fui, voltei e ninguém viu”: um estudo sobre a expectativa de carreira após a repatriação em uma empresa brasileira

Conteúdo do artigo principal

Shalimar Gallon
Angela Beatriz Busato Scheffer
Betina Magalhães Bitencourt

Resumo

No mundo corporativo, estudos mostram que os repatriados, ou seja, profissionais expatriados que retornam da sua missão no exterior, tornam-se mais comprometidos com o desenvolvimento de sua carreira após uma experiência internacional. A expatriação agrega conhecimento e experiência profissional, o que pode ser relacionado, pelo repatriado, a uma possível ascensão de carreira ou a um melhor desempenho na organização. Entretanto, quando isso não ocorre, a frustração pode levá-lo a procurar outra empresa que valorize seus conhecimentos, sendo esse um dos grandes desafios empresariais: a retenção dos repatriados. Este estudo tem por propósito analisar a relação percebida entre repatriação e expectativas de carreira profissional por parte dos profissionais que tiveram ou estão tendo uma experiência profissional internacional pela empresa Alpha, organização de grande porte com presença em mais de 100 países e que mantém um processo de expatriação há 12 anos, em 9 países. Assim, foi realizado um estudo de caso com 21 entrevistas, discutidas mediante análise de conteúdo. Como principal achado deste estudo constata-se que os repatriados passam a dar mais valor ao seu desenvolvimento profissional, estabelecendo um maior vínculo consigomesmos do que com a organização em que trabalham. Como existem falhas por parte da empresa em apresentar um planejamento para aproveitar a experiência desse empregado em posições que demandem mais responsabilidade, alguns entrevistados deixam de pensar em sua carreira dentro da empresa. Desse modo, abrem-se para a busca de outras oportunidades no mercado de trabalho. Por outro lado, os que buscam espaço dentro da organização acabam se percebendo enquanto “um problema” para a empresa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Gallon, S., Scheffer, A. B. B., & Bitencourt, B. M. (2013). “Eu fui, voltei e ninguém viu”: um estudo sobre a expectativa de carreira após a repatriação em uma empresa brasileira. Cadernos EBAPE.BR, 11(1), 128 a 148. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/6169
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Shalimar Gallon, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Escola de Administração

Programa de Pós-Graduação Em Administração

Área de Gestão de Pessoas

Angela Beatriz Busato Scheffer, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Escola de Administração

Programa de Pós-Graduação Em Administração

Área de Gestão de Pessoas

Betina Magalhães Bitencourt, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Escola de Administração

Programa de Pós-Graduação Em Administração

Área de Gestão de Pessoas