A ampliação das estruturas de controle por meio das tecnologias de informação e comunicação: a onipresença do “pan-óptico eletrônico” no setor bancário

Conteúdo do artigo principal

Claudio Lopes Pereira
Lidia Micaela Segre
Rejane Prevot Nascimento

Resumo

Este artigo analisa, a partir do atual contexto econômico brasileiro, as novas configurações de controle no processo de reestruturação e modernização produtiva dos bancos privados. O setor bancário foi escolhido como objeto de estudo por ter passado por reestruturações a partir da década de 1970, incorporando inovações organizacionais e tecnológicas por meio da adoção de novas tecnologias de informação e comunicação (TICs) que continuam sendo utilizadas. Nesse contexto, o objetivo deste artigo é descrever aspectos do controle do trabalho por meio da intensificação do uso das TICs, bem como analisar a percepção dos trabalhadores sobre esse controle. Essa temática é relevante, tendo em vista que a utilização das TICs nos dias atuais é objeto de estudo fundamental na gestão estratégica das organizações. Entretanto, observa-se que as pesquisas e os trabalhos acadêmicos referentes à adoção das TICs baseiam-se majoritariamente em uma perspectiva funcionalista. Este estudo apresenta um contraponto, na medida em que analisa novas formas de controle sob uma perspectiva crítica, dando ênfase às práticas que ocultam a manipulação da subjetividade, a dominação e o controle dos funcionários. Pretende-se destacar como a estrutura de controle na contemporaneidade é apoiada pelas TICs e sustentada por uma dimensão política e ideológica. Foi realizada uma pesquisa de campo em vários bancos utilizando entrevistas semiestruturadas com gerentes e caixas. Os depoimentos apontam que o controle coercitivo e punitivo anterior deu lugar a um tipo de controle mais sutil, que inclui mecanismos de adesão ativa e cooperante desses profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Pereira, C. L., Segre, L. M., & Nascimento, R. P. (2013). A ampliação das estruturas de controle por meio das tecnologias de informação e comunicação: a onipresença do “pan-óptico eletrônico” no setor bancário. Cadernos EBAPE.BR, 11(1), 65 a 84. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/6029
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Claudio Lopes Pereira, Universidade Estácio de Sá

Mestre em Administração, professor da Universidade Estácio de Sá

Lidia Micaela Segre, UNIGRANRIO

Doutora em Engenharia de Sistemas, Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da UNIGRANRIO

Rejane Prevot Nascimento, UNIGRANRIO

Cientista Social, Doutora em Engenharia de Produção, Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da UNIGRANRIO