Resiliência organizacional e marketing social: uma avaliação de fundamentos e afinidades

Conteúdo do artigo principal

Daniel Kamlot

Resumo

 

 

O presente artigo relaciona os conceitos de resiliência organizacional com os de marketing social, buscando expor os pontos em comum entre tais áreas de estudo e identificando de que forma ambas se associam. Tendo como base a análise da literatura referente a ambos os temas, foi realizada uma avaliação das confluências existentes entre a resiliência e os atributos basilares do marketing social, a fim de identificar aspectos que articulassem tais domínios de conhecimento. A proposição aqui apresentada indica que a adaptação e a mudança — de comportamentos, modos de proceder e atitudes, entre outras — compõem o que aproxima o estudo da resiliência dos princípios subjacentes ao marketing social, sendo ambos vinculados pela necessidade de alterar comportamentos e pela adequação a certas situações inesperadas. No caso do marketing social, um foco na geração de bem-estar social seria observado, enquanto, no caso da resiliência organizacional, o foco das empresas estaria na necessidade inerente de mudar para não serem superadas em seu mercado de atuação, aproveitando oportunidades eventualmente surgidas a partir de uma situação de ruptura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Kamlot, D. (2017). Resiliência organizacional e marketing social: uma avaliação de fundamentos e afinidades. Cadernos EBAPE.BR, 15(Especial), 482–495. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/60269
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Daniel Kamlot, EBAPE-FGV; ESPM; PUC-Rio

Professor da EBAPE-FGV; Professor da ESPM; Professor da PUC-Rio, Depto. de Administração.