Os espaços simbólicos e a construção de estratégias no shopping popular Oiapoque

Conteúdo do artigo principal

Alexandre de Pádua Carrieri
Ivana Benevides Dutra Murta
Milena Cristiane Nascimento Mendonça
Carolina Machado Saraiva de Albuquerque Maranhão
Alfredo Rodrigues Leite da Silva

Resumo

O objetivo deste artigo é evidenciar em que sentido as mudanças espaciais (físicas e simbólicas) transformaram as estratégias de gestores da economia informal, quando estes foram retirados das ruas e passaram a atuar como lojistas no Shopping Popular Oiapoque, o primeiro da cidade de Belo Horizonte/MG. Com base na abordagem da estratégia como prática social e à luz das categorias sociológicas "casa" e "rua" de DaMatta (1991) acerca da sociedade brasileira, assume-se que, no estudo em questão, o significado simbólico atribuído ao espaço é fator fundamental à análise das estratégias como prática social. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas, realizadas no ano de 2006, e examinados por meio da análise de conteúdo. Como conclusão, observou-se que, no locus do estudo, o espaço simbólico do shopping como "rua" e da rua como "casa" coexiste com o espaço simbólico do shopping como "casa" e da rua como "rua". Os dois espaços simbólicos envolvem o fazer estratégia dos sujeitos que atuam no shopping. Os sujeitos alinhados com o primeiro buscam resgatar práticas anteriores perdidas ao entrar no shopping. Os sujeitos alinhados com o segundo buscam novas práticas: para eles o shopping não é apenas uma "casa", mas uma nova "casa", na qual se situam com novas práticas sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Carrieri, A. de P., Murta, I. B. D., Mendonça, M. C. N., Maranhão, C. M. S. de A., & Silva, A. R. L. da. (2008). Os espaços simbólicos e a construção de estratégias no shopping popular Oiapoque. Cadernos EBAPE.BR, 6(2), 1 a 13. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/5069
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>