A situação dos hospitais quanto ao gerenciamento dos aspectos e impactos ambientais

Conteúdo do artigo principal

Elisete Dahmer Pfitscher
Bernadete Limongi
Eleonora Milano Falcão Vieira
Margarete Petry Pfitscher
Paulo César Pfitscher

Resumo

A situação dos hospitais, quanto ao gerenciamento dos aspectos e impactos ambientais, tem sido um tema discutido por vários pesquisadores, pelas sérias dificuldades existentes quanto ao sistema de tratamento dos resíduos gerados e pela falta de conhecimentos. O lixo hospitalar faz com que aumentem as deficiências na estrutura organizacional dessas instituições, decorrentes do núnero crescente de pacientes e das carências existentes que impossibilitam suprir as necessidades da população. Nesse sentido, este artigo tem por objetivo avaliar como essas instituições gerenciam os impactos ambientais. Utiliza-se a metodologia Gaia (Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais), através de entrevistas semi-estruturadas e lista de verificação, em um estudo de caso de um hospital. Após a análise dos resultados, verifica-se a classificação de sustentabilidade dos critérios: fornecedores, ecoeficiência do processo hospitalar, tratamento dos pacientes, indicadores gerenciais e os recursos humanos na organização. No final, é apresentada a planilha de identificação e com prioridade nos aspectos e impactos ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Pfitscher, E. D., Limongi, B., Vieira, E. M. F., Pfitscher, M. P., & Pfitscher, P. C. (2007). A situação dos hospitais quanto ao gerenciamento dos aspectos e impactos ambientais. Cadernos EBAPE.BR, 5(3), 1 a 18. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/5037
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)