Políticas e práticas de gestão ambiental: uma análise da gestão dos resíduos da construção civil na cidade de Belo Horizonte (MG)

Conteúdo do artigo principal

Paulo José Silva
Mozar José de Brito
Maria Cecília Pereira
Robson Amâncio

Resumo

Este artigo tem por objetivo estudar as práticas de gestão de resíduos da construção civil implementadas pelo poder público municipal na cidade de Belo Horizonte (MG). Para isso, empregou-se o método de estudo de caso articulado com o processo de triangulação das técnicas de coleta de dados. A natureza da problemática estudada exigiu a sistematização de um quadro de referências que inclui algumas reflexões teóricas sobre a relação entre Estado, políticas públicas e gestão ambiental. A análise dos resultados evidencia que o poder público da cidade de Belo Horizonte articulou e implementou um conjunto de políticas e práticas de gestão dos resíduos da construção que deu origem a uma policy network, a qual, além de ser por ele coordenada, envolve a participação de diversos atores sociais públicos e privados. Trata-se de uma configuração institucional com um padrão de relações interdependentes que servem de referência para a concretização das práticas de gestão de resíduos da construção civil. Os resultados deste estudo apontam também os benefícios econômicos, sociais e ambientais, além das dificuldades relativas ao processo de institucionalização das referidas políticas e práticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, P. J., Brito, M. J. de, Pereira, M. C., & Amâncio, R. (2006). Políticas e práticas de gestão ambiental: uma análise da gestão dos resíduos da construção civil na cidade de Belo Horizonte (MG). Cadernos EBAPE.BR, 4(3), 1 a 25. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/4986
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)