Experimentando pensar: da fábula de Barnard à aventura de outras possibilidades de organizar

Conteúdo do artigo principal

Maria Ceci Araujo Misoczky
Rafael Augusto Vecchio

Resumo

Neste artigo, partimos da necessidade de adotar uma relação crítica com a tradição do que conhecemos como estudos organizacionais, considerando que é preciso lembrar de onde viemos para poder discernir para onde estamos indo, e para formular caminhos alternativos no nosso fazer acadêmico. Tomamos um clássico – As funções do executivo, de Chester Barnard, adotando uma postura lúdico-terapêutica, para não sermos sufocados por ele. Assim, apresentamos um conto a respeito de uma fábula – a fábula sobre a ligação intrínseca e transcendente entre cooperação e organização, destacando os aspectos de moralidade nela contidos. Depois, realizamos algumas reflexões em nosso esforço para encontrar/desenvolver perspectivas que permitam descobrir possibilidades de mudança na prática, bem como no modo como pensamos sobre as organizações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Misoczky, M. C. A., & Vecchio, R. A. (2006). Experimentando pensar: da fábula de Barnard à aventura de outras possibilidades de organizar. Cadernos EBAPE.BR, 4(1), 1 a 11. Recuperado de https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/4956
Seção
Artigos