Show simple item record

dc.contributor.advisorMariotto, Fábio L.
dc.contributor.authorReis, Adilson Marques dos
dc.date.accessioned2012-03-29T17:11:44Z
dc.date.available2012-03-29T17:11:44Z
dc.date.issued2012-02-29
dc.identifier.citationREIS, Adilson Marques dos. A relação entre estratégia e estrutura no processo de internacionalização de empresas multinacionais brasileiras. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Escola Brasileira de Administração de Empresas de São Paulo, FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2012.por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/9504
dc.description.abstractO objetivo deste estudo é analisar as estratégias internacionais adotadas nos processos de internacionalização de empresas multinacionais [EMNs] brasileiras. Além de examinar como as estruturas organizacionais evoluíram na trajetória histórica através da comparação da relação de estratégia e estrutura da empresa analisada com o modelo de evolução das EMNs de Stopford e Wells (1972). Para objeto de análise são consideradas as estratégias de diversificação de produtos e de área geográfica. Com relação às organizações propriamente ditas, são selecionados casos exemplares de empresas multinacionais [EMNs] brasileiras que apresentam alto grau de internacionalização frente ao ramo da economia em que estão inseridas. O resgate teórico traz conceitos oriundos da literatura de Estratégia e Organizações de EMNs. A metodologia é apoiada na elaboração de uma pesquisa qualitativa com a realização de estudos de casos, de modo a apresentar as estratégias e as estruturas presentes no processo de internacionalização de determinadas EMNs brasileiras. O estudo busca aprofundar-se no tema, baseando-se em casos exemplares, com o intuito de elucidar as estratégias e as estruturas organizacionais das EMNs analisadas. Os resultados desse estudo apontam que as estratégias internacionais básicas são resilientes e podem ser características de EMNs de determinados setores. Para atender as necessidades locais ou à padronização global as EMNs sofrem pressões exógenas – como pressões governamentais - às estratégias adotadas pelos gestores que culminam na redução do poder de agência dos mesmos. As estruturas organizacionais que foram baseadas em corporações manufatureiras perdem relevância à medida que são utilizadas para exemplificar EMNs de outros setores que apresentam uma maior complexidade em seus arranjos. E as empresas pertencentes aos setores de prestação de serviços têm uma maior flexibilidade para adoção de estratégias internacionais dando espaço para o uso de outras complementares.por
dc.description.abstractThe objective of this study is to analyze the international strategies adopted in the internationalization process of Brazilians multinational corporations [MNCs]. In addition to examining how the organizational structures evolved in the historical trajectory comparing the same strategies and structures to the evolution model of MNCs from Stopford and Wells (1972). For the object of analysis are considered the strategies of product diversification and geographic area diversification. Regard to the organizations themselves, are selected exemplary cases of Brazilians multinational corporations [MNCs] with a high degree of internationalization facing the industry in which they operate. The theoretical foundation brings concepts from the literature of Strategy and Organizations MNCs. The methodology is supported in the development of a qualitative research with case studies in order to present the strategies and structures present in the process of internationalization of certain Brazilians MNCs. The study aims to deepen the theme, based on exemplary cases, to elucidate the strategies and organizational structures of MNCs analyzed. The results of this study indicate that the basic international strategies are resilient and can be inherent of MNCs in certain sectors. To meet the local needs or global standardization the MNCs have to face exogenous pressures to the strategies - such as government pressure – that are adopted by managers that culminate in the reduction of agency power. The organizational structures that were based on manufacturing corporations lose their relevance when they are used to exemplify MNCs in other industries that show a higher complexity in your formation. And the companies belonging to sectors of service have a greater flexibility for adoption of international strategies by giving space to the use of complementary strategies.eng
dc.language.isopor
dc.subjectInternational strategyeng
dc.subjectCase studyeng
dc.subjectOrganizational structureeng
dc.subjectInternationalizationeng
dc.subjectMultinational corporationeng
dc.subjectEstratégia internacionalpor
dc.subjectEstudos de casospor
dc.subjectEstruturas organizacionaispor
dc.subjectInternacionalizaçãopor
dc.subjectEmpresas multinacionaispor
dc.titleA relação entre estratégia e estrutura no processo de internacionalização de empresas multinacionais brasileiraspor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataEmpresas multinacionais - Brasilpor
dc.subject.bibliodataGlobalizaçãopor
dc.subject.bibliodataEstrutura organizacionalpor
dc.contributor.memberAmatucci, Marcos
dc.contributor.memberBulgacov, Sergio


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record