Show simple item record

dc.contributor.advisorRiccio, Vicente
dc.contributor.authorReis Junior, Paulo Bianchi
dc.contributor.otherOliveira, Fátima Bayma de
dc.contributor.otherOliveira, Amanda Flávio de
dc.date.accessioned2012-01-17T19:25:43Z
dc.date.available2012-01-17T19:25:43Z
dc.date.issued2008-08
dc.identifier.citationREIS JUNIOR, Paulo Bianchi. A judicialização do acesso a medicamentos: a perspectiva da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. Dissertação (Mestrado em Administração) - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas - FGV, Rio de Janeiro, 2008.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/9058
dc.description.abstractAlthough the health' s right was contenpleted by the 1988' Constitution issues of management, administative and budget as others, restrinct the operative competence of agencies and entitiesv that leads to a phenomenon called judicalition of health' s right. This phenomenon is observed whem people adopts the enterprise to search to judicial power to have the right of resources needed to improve their clinicai conditions. While the health' s attention must be entire comtemplats ali people needs, o phenomenon is also observed whem the patient searchs justiceto garantee his acess to medicines which could be given free by public power. The present dissertation tries toapproach the question of medicines acess in Brazil given by justice, beyond the Health' s Municipal Agency ( SMS_RJ) .This will be crumbled by main difficulties faced by this agency with the atribution to execute the determinations of judicial power to considerwhat was required by societyeng
dc.description.abstractEmbora o direito à saúde esteja contemplado na Constituição de 1988, especialmente no artigo 196, carências de natureza gerencial, administrativa e orçamentária entre outras, restringem a capacidade operativa dos órgãos e entidades responsáveis pela sua efetivação desencadeando um fenômeno denominado judicialização do direito à saúde. Este fenômeno é observado quando os indivíduos adotam a iniciativa de recorrer ao Poder Judiciário para garantirem o direito de acesso aos meios e recursos necessários a melhoria de suas condições clínicas. Como o atendimento a saúde deve ser integral, contemplando todas as necessidades do indivíduo, o fenômeno também é observado quando o paciente recorre à justiça para garantir o direito de acesso a medicamentos que deveriam ser fornecidos gratuitamente pelo poder público. A presente dissertação procura abordar a questão do acesso aos medicamentos no Brasil intermediado pela atuação da justiça, sob a perspectiva da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/RJ). Assim serão esquadrinhadas as principais dificuldades enfrentadas pela respectiva secretaria ante a atribuição de cumprir determinações emanadas do Poder Judiciário em atendimento ao que foi demandado pela sociedade.por
dc.language.isopor
dc.rightsTodo cuidado foi dispensado para respeitar os direitos autorais deste trabalho. Entretanto, caso esta obra aqui depositada seja protegida por direitos autorais externos a esta instituição, contamos com a compreensão do autor e solicitamos que o mesmo faça contato através do Fale Conosco para que possamos tomar as providências cabíveis.por
dc.titleA judicialização do acesso a medicamentos: a perspectiva da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiropor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataMedicamentospor
dc.subject.bibliodataPoder judiciáriopor
dc.subject.bibliodataDireito à saúdepor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record