Show simple item record

dc.contributor.advisorVieira, Paulo Reis
dc.contributor.authorRoyes, Golber Fernandes
dc.date.accessioned2011-11-08T10:09:45Z
dc.date.available2011-11-08T10:09:45Z
dc.date.issued1999
dc.identifier.citationROYES, Golber Fernandes. A administração vis-à-vis valores individuais e organizacionais. Dissertação (Mestrado em Administração) - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas - FGV, Rio de Janeiro, 1999.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/8705
dc.description.abstractThis paper aims at bringing a new prospect to the administrative knowledge, by pointing out the parcial and instrumental nature developed by organizational theories. Aiming at introducing the understanding about values in the scope of administration, one attempts to do that through the individuaIs' perspective, emphasizing their points of view. In this essay, administration is conceived as a non-neuter social science that has reproduced the values of the system in the organizational environment. In so far as theoretical administrative framework was developed, organizational theories were becoming increasingly complex, subjecting individuaIs to productive demands. On that perspective, adminstration was departing as far its main reason of existence, man, as significative issues ofthis millenium ending. Indeed, administration would have became tecnique, conducting its efforts to satisfy organizational needs, considering man a mere productive agent. This study uses the CriticaI Theory, a proposal of comprehension of society, by carring forward its statements to the organizational scenary, to bring home and to show up the values professed by administrative theories and the characterization of man that each one has developed. Carl Gustav Jung's teachings and his definition corcerning personal and colective unconscious are used to explane why administration has not taken into account another values, that not those that has became hegemonic by the system action, in conscious universe. Next, one attended to set and to associate to the ideas beforehand developed concerning values and organizational theories, the uni verse in which the fieldwork was gotten over, the Brazilian Armed Forces. Eventually, the fieldwork served as a reinforcement for the ideas that beforehand were presented: that organizational theories have privileged another values, that not those of individuaIs, that there is another way to understand reality, more substantive and that, although administration had exert, at least on speech, for answaring individual's basic needs, in organizational context, in fact, has not been successful. The new prospect that this paper aims at presenting refers to the understanding that there are another values, that not those that have been privileged by organizations, that must be taken into account by administrative knowledge. One seeks both to alert administrative theoretical body as regards the social rule which commits administration and to suggest that administration departs instrumentality and comes up substantivity, that is a world vision always possible and so many times disregarded by administration and other self-called social sciences.eng
dc.description.abstracto presente estudo procura trazer ao saber administrativo uma nova perspectiva, ao evidenciar a natureza parcial e instrumental das teorias organizacionais até então desenvolvidas. Ao buscar introduzir a percepção dos valores no estudo da administração, procura-se fazê-lo sob a ótica dos indivíduos, enfatizando-se o seu ponto de vista. Neste ensaio, a administração é concebida como ciência social não neutra, que tem reproduzido, no ambiente organizacional, os valores do sistema. Na medida em que os diversos arcabouços teóricos se desenvolveram, variadas e cada vez mais complexas foram as formas por intermédio das quais as teorias organizacionais procuraram submeter os indivíduos às necessidades produtivas. Teria a administração se distanciado, tanto de sua razão de ser, o indivíduo, como das grandes discussões desse final de milênio. Ter-se-ia tornado técnica, direcionando-se para o atendimento das demandas organizacionais, entendendo o homem como mero agente produtivo. Para a compreensão dessa feição das teorias organizacionais, o presente estudo lança mão da Teoria Crítica, que é uma proposta de visão do meio social, transpondo seus pressupostos para o domínio organizacional, no intuito de evidenciar os valores das diversas teorias e a caracterização do homem que cada uma delas promoveu. Na busca do entendimento das dificuldades existentes para que outros valores sejam percebidos pela administração, já que no universo consciente os valores do sistema tornaram-se hegemônicos, recorre-se aos ensinamentos de Carl Gustav Jung e suas definições de inconsciente pessoal e coletivo. Em seguida, tratou-se de contextualizar e associar às idéias previamente desenvolvidas sobre valores e teorias organizacionais o universo no qual desenvolveuse a pesquisa de campo, as Forças Armadas Brasileiras. Por fim, a pesquisa de campo desenvolvida constituiu reforço do que, até então, tinha-se procurado deixar evidente: que as teorias organizacionais têm privilegiado outros valores, que não os do indivíduo, que existe outra forma de se ver a realidade, mais substantiva e que, embora a administração tenha-se esforçado, pelo menos ao nível do discurso, para atender às demandas básicas do indivíduo no contexto organizacional, não obteve êxito. A nova perspectiva de que trata o presente estudo refere-se ao entendimento de que existem outros valores, que não os organizacionais, que precisam ser percebidos pelo saber administrativo. Procura-se alertar o corpo teórico quanto ao papel social que incumbe à administração e propõe-se que ela se afaste da instrumentalidade e se aproxime da substantividade, visão de mundo sempre possível e tantas vezes negligenciada por ela e por outras ciências auto-denominadas sociais.por
dc.language.isopor
dc.rightsTodo cuidado foi dispensado para respeitar os direitos autorais deste trabalho. Entretanto, caso esta obra aqui depositada seja protegida por direitos autorais externos a esta instituição, contamos com a compreensão do autor e solicitamos que o mesmo faça contato através do Fale Conosco para que possamos tomar as providências cabíveis.
dc.titleA administração vis-à-vis valores individuais e organizacionaispor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataTeoria da organizaçãopor
dc.subject.bibliodataTeoria críticapor
dc.subject.bibliodataValorespor
dc.contributor.memberTchaicovsky, Fany Malin
dc.contributor.memberSouza, Valéria de


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record