Show simple item record

dc.contributor.advisorFernandez, Ramon Vicente Garcia
dc.contributor.authorFernandes, Adriana Sbicca
dc.date.accessioned2011-06-02T21:05:10Z
dc.date.available2011-06-02T21:05:10Z
dc.date.issued2010-07-01
dc.identifier.citationFERNANDES, Adriana Sbicca. Heurísticas na decisão do consumidor. Tese (Doutorado em Economia de Empresas) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2010.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/8309
dc.description.abstractDecisões humanas foram a preocupação central de Herbert Simon em sua vasta produção acadêmica através da qual difundiu sua abordagem de racionalidade limitada pela economia. O reconhecimento do ambiente complexo e dos limites cognitivos do ser humano, levaram-no a propor mecanismos usados para facilitar o processo decisório. Dentre eles, salientou como o mais importante o uso de heurísticas, regras que simplificam a tomada de decisão. Em torno dessa ideia um novo e promissor caminho para o estudo das decisões humanas em economia tem se desenvolvido e inúmeros trabalhos têm se debruçado sobre o assunto. Mais atualmente o tema remete ao trabalho de Daniel Kahneman e Amos Tversky que analisaram comportamentos anômalos em relação à teoria da decisão mais tradicional devido ao uso de heurísticas. Essa abordagem chamada de heuristics and biases ganhou um grande espaço na academia sendo utilizada na análise de muitos eventos empíricos na administração, direito, economia e medicina. A presente tese está estruturada em três artigos. O primeiro artigo trata do uso de heurística na análise do comportamento do agente econômico a partir da contribuição de Simon, Kahneman e Tversky. A apresentação de críticas feitas às duas propostas jogam luz sobre o debate em torno de questões quanto a possível relação entre elas. A partir da análise da literatura, este trabalho propõe uma complementaridade promissora para a economia com a construção de uma teoria comportamental em torno de heurísticas. No segundo artigo, as contribuições de Herbert Simon, Daniel Kahneman e Amos Tversky são utilizadas na análise do comportamento do consumidor. Através de um modelo de simulação baseada em agentes são comparadas cinco heurísticas que representam diferentes regras utilizadas pelo consumidor na decisão de compra: Menor preço de 3, 4 e 5 alternativas pesquisadas, Take-The-Best (TTB), proposta por Gigerenzer e Goldstein, e Time-Is-Money (TIM). Os resultados obtidos se afastam da maximização mas podem ser interpretados como eficientes em função da redução do esforço de pesquisa e do preço obtido. Duas heurísticas mostram grande eficiência: a Menor preço de 3 alternativas e a TTB. A inclusão de custo crescente de pesquisa na análise torna muito eficientes os resultados da TIM e chama a atenção para a relevância da definição de custo na avaliação da eficiência da heurística. O terceiro artigo discute um mecanismo de adaptação do comportamento que objetiva melhorias do resultado obtido com a decisão. Através de simulação baseada em agentes são modelados consumidores de bens homogêneos que utilizam heurísticas para decidir sua compra. É desenvolvida uma heurística, a Take-The-Best adaptaviva (TTBA), que incorpora uma proposta de Simon de um mecanismo de adaptação como reação a performances recentes que pode alterar a aspiração em relação aos resultados futuros e, dessa forma, definir a extensão da pesquisa por alternativas. Os resultados alcançados com o uso da TTBA são comparados a três outras heurísticas: Procura Randômica, Menor de 3 alternativas e Take-The-Best (TTB). A simulação mostrou que a Menor de 3 continua obtendo bons resultados e que a incorporação à TTB do mecanismo de adaptação gera eficiência à TTBA.por
dc.description.abstractHuman decisions were Herbert Simon’s main concern in his vast academic production, and within the field of Economics, he disseminated his bounded rationality approach. The recognition of the complex environment and the cognitive limits of the human being led him to propose mechanisms used to facilitate the decision-making process. Among them, he highlighted as the most important the use of heuristics, rules that simplify decision making. Around this idea, a new and promising path to the study of human decisions has been developed, and several papers have been dedicated to this subject. More recently, this theme leads to the work of Daniel Kahneman and Amos Tversky, who have analysed anomalous behaviour related to a more traditional decision making theory due to the use of heuristics. This approach, called heuristics and biases has gained great space in the academic world, being used in the analysis of many empirical events in Business, Law, Economics and Medicine. The present thesis is composed of three papers. The first one discusses the use of heuristics in the analysis of the economic agent’s behaviour, based on Simon, Kahneman and Tversky’s contribution. The presentation of criticisms of both proposals casts light on the debate of questions related to a possible relation between them. Based on the analysis of literature, this paper proposes a promising complement to Economics, with the construction of a behavioural theory around heuristics. In the second paper, Simon, Kahneman and Tversky’s contributions are used in the analysis of the behaviour of the consumer. Through a simulation model based on agents, we compare five heuristics representing the different rules used by the consumer in his purchase decision: The Lowest price of 3, 4 and 5 alternatives researched, Take-The-Best (TTB), proposed by Gigerenzer and Goldstein, and Time-Is-Money (TIM). The results obtained deviate from the maximization, but they can be interpreted as efficient due to the reduction of research effort and price obtained. Two heuristics show great efficiency: The Lowest price of 3 alternatives and TTB. The inclusion of increasing cost of research in the analysis makes the results of TIM very efficient and calls attention to the relevance of the definition of cost in the heuristic efficiency evaluation. Based on the ideas of Simon, Kahneman and Tversky, the third paper discusses a mechanism of adaptation of behaviour which aims at improvements of the outcome obtained by the decision. Through a simulation based on agents, we model consumers of homogenous goods who use heuristics in order to decide their purchase. We develop a heuristic, the Take-The-Best adaptive (TTBA), which embodies Simon’s proposal for an adaptation mechanism as reaction to recent performance that might change the aspiration regarding future outcomes and, in this way, define the extension of search for alternatives. The results obtained with the use of TTBA are compared to three other heuristics: Random Search, The Lowest of 3 alternatives and TakeThe-Best (TTB). Simulation has shown that The Lowest of 3 still obtains good results and the incorporation of the adaptation mechanism to TTB brings efficiency to TTBA.eng
dc.language.isopor
dc.subjectHeurísticapor
dc.subjectRacionalidade limitadapor
dc.subjectEconomia comportamentalpor
dc.subjectSimulação baseada em agentespor
dc.titleHeurísticas na decisão do consumidorpor
dc.typeThesiseng
dc.subject.areaEconomiapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EESPpor
dc.subject.bibliodataHeurísticapor
dc.subject.bibliodataComportamento humanopor
dc.subject.bibliodataProcesso decisóriopor
dc.subject.bibliodataEconomia - Aspectos psicológicospor
dc.subject.bibliodataComportamento do consumidorpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record