Show simple item record

dc.contributor.authorLima, Alexandre Maia Correia
dc.contributor.authorIssler, João Victor
dc.date.accessioned2008-05-13T15:27:10Z
dc.date.accessioned2010-09-23T18:58:43Z
dc.date.available2008-05-13T15:27:10Zpor
dc.date.available2010-09-23T18:58:43Z
dc.date.issued2003-05-01
dc.identifier.issn0104-8910
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/579
dc.description.abstractUtilizando dados financeiros brasileiros da BM&F, testa-se a validade do modelo de valor presente na estrutura a termo de juros, também conhecido na literatura como Hipótese das Expectativas. Estes modelos relacionam a taxa de juros de longo prazo à uma média das taxas de juros de curto-prazo mais um prêmio de risco, invariante no tempo. Associada a estes modelos está a questão da previsibilidade dos retornos de ativos financeiros ou, mais especificamente, à previsibilidade na evolução das taxas de juros. Neste artigo é realizada uma análise multivariada num arcabouço de séries temporais utilizando a técnica de Auto-Regressão Vetorial. Os resultados empíricos aceitam apenas parcialmente a Hipótese das Expectativas para a estrutura a termo de juros brasileira.por
dc.language.isopor
dc.publisherEscola de Pós-Graduação em Economia da FGVpor
dc.relation.ispartofseriesEnsaios Econômicos;480por
dc.titleA hipótese das expectativas na estrutura a termo de juros no Brasil: Uma aplicação de modelos de valor presentepor
dc.typeWorking Papereng
dc.subject.areaEconomiapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EPGEpor
dc.subject.bibliodataEconomiapor
dc.subject.bibliodataTaxas de juros - Brasilpor
dc.contributor.affiliationFGV


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record