Show simple item record

dc.contributor.advisorNorden, Lars
dc.contributor.authorFraenkel, Rodolfo Luiz Doering de Magalhães
dc.date.accessioned2022-06-14T17:40:43Z
dc.date.available2022-06-14T17:40:43Z
dc.date.issued2022-02-11
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/32118
dc.description.abstractObjetivo - O presente estudo teve por objetivo analisar como os anúncios de rebaixamentos e elevações de rating influenciam o preço das ações de empresas da B3. Metodologia - A metodologia escolhida foi o estudo de eventos utilizando o modelo de retorno ajustado ao mercado a fim de estimar os retornos normais e retornos anormais para 3 janelas de evento 41 dias (-20; +20), 21 dias (-10; +10) e 3 dias (-1; +1) e o teste T para avaliar a significância estatística dos resultados encontrados. A amostra foi desenvolvida com base nas mudanças de rating da Standard & Poor’s emitidos para empresas da B3 entre janeiro de 2010 e dezembro de 2020, com 230 eventos, sendo 145 de rebaixamento e 85 de elevação de rating. Resultados - Os resultados demonstram que as divulgações de alterações de rating têm influência no preço das ações de forma segmentada pelas subamostras analisadas. Esses efeitos são mais acentuados para as subamostras de rebaixamentos, principalmente das empresas das seguintes subamostras: Novo Mercado, empresas rebaixadas com perda do nível de investimento e as menores empresas. Adicionalmente, os resultados apresentam evidências de que os investidores tendem a antecipar os eventos de rating e o preço das ações sofre os efeitos antes da divulgação do novo rating, especialmente para as subamostras de rebaixamentos do Novo Mercado, Segmento de Listagem Básico e nas menores empresas. Sendo assim, a maior janela de evento analisada apresenta melhores informações para o desenvolvimento da análise. Nos eventos de elevação de rating, o efeito da alteração de rating é mais acentuado nas empresas que ganham (recebem) rating com nível de investimento (partindo de um rating especulativo), nas menores empresas, nas que fazem parte do Novo Mercado e do Nível 2 de governança corporativa diferenciada da B3. Limitações - São analisadas apenas empresas que fazem parte da B3, que tiveram rebaixamento ou elevação de rating de longo prazo, em escala global, no período de 01/01/2010 a 31/12/2020, pela Standard & Poor’s e tem cotação diária de ações. Apenas são considerados os ratings emitidos para empresas de capital aberto apesar de as agências de classificação de rating emitirem ratings também para empresas fechadas. A principal razão para desenvolver o trabalho com essas empresas é porque existem cotações diárias disponíveis em sites de corretoras, que são necessárias para mensurar e analisar o impacto das alterações de rating. Assim, esse conjunto de restrições da amostra não faculta a generalização dos resultados deste estudo para todas as empresas brasileiras. Com relação à metodologia escolhida para avaliar o impacto do rating no preço das ações das empresas, é importante ressaltar que o AAR é calculado com base no modelo de retorno ajustado ao mercado. Então, outros pesquisadores podem formular pesquisas utilizando outros modelos para o cálculo do Retorno Anormal (Retorno Ajustado à Média, Retorno Ajustado ao Risco e ao Mercado e outros Modelos Econômicos ou estáticos) e, com isso, encontrar resultados divergentes. Ainda com relação à metodologia do estudo, as janelas do evento analisadas são: 41 dias (-20; +20), 21 dias (-10; +10) e 3 dias (-1; +1.). Aplicabilidade do trabalho - A partir dos resultados encontrados, as empresas à procura de financiamento passam a ter acesso a informações sobre o comportamento do investidor diante de situações de piora e melhora de rating, de acordo com seu nível de governança corporativa, nível de rating (investimento ou especulativo), porte, situação de rebaixamento e perspectivas da economia em função da pandemia. Sendo assim, esse trabalho contribui com informações uteis para otimização da estrutura de capital e desempenho de empresas que possuem ratings corporativos. Contribuições para a sociedade - Essa dissertação contribui para suprir a lacuna acadêmica da literatura nacional e de mercados emergentes de estudos de impactos de mudanças de rating no preço de ações com as seguintes análises: rebaixamento x elevações de rating, ganho e perca de rating com nível investimento e por porte de empresa. Originalidade - São realizadas análises que não foram encontradas anteriormente na literatura de estudos de impacto de mudança de rating no preço de ações, como por nível diferenciado de governança corporativa, eventos de rebaixamento sobre influência de mudanças do rating soberano e eventos ocorridos durante a pandemia global e fora do período da pandemia.por
dc.description.abstractPurpose -The purpose of this work is to analyze how the announcements of corporate rating downgrades and upgrades influence the price of B3 companies. Design/Methodology - The methodology chosen was the Event Study, using the Market Adjusted Model to estimate the Normal Returns and Abnormal Return for the 3 event windows 41 days (-20; +20), 21 days (-10; +10) and 3 days (-1; +1) and the T Test to assess the statistical significance of the results found. The sample was developed from Standard & Poor’s rating events issued to B3 companies between January 2010 and December 2020, with 230 events, 145 of which were downgrades and 85 were rating upgrades. Findings - The results demonstrate that disclosures of rating changes influence the share price in a segmented manner by the subsamples analyzed. These effects being more accentuated for the subsamples of downgrades of Novo Mercado companies, when they involve the loss of investment level rating and for the smallest companies. Additionally, the results show evidence that investors tend to anticipate rating events and share prices suffer the effects before the release of the new rating, especially for the subsamples of downgrades with Novo Mercado’s companies, Basic Listing Segment and in smaller companies. In the event of a rating upgrade, this effect is more pronounced with the subsamples of companies that earn an investment-level rating, smaller companies and in those that are part of the Novo Mercado and Level 2 of B3. Therefore, the larger event window shows better information to analyses the impact of ratings changes in companies stock price. Research limitations - Only companies that are part of B3, with a long-term rating on global scale, issued by by Standard & Poor's, that were downgraded or upgraded in the period from 01/01/2010 to 12/31/2020, were analyzed. Only ratings issued to publicly traded companies were considered in this study, although rating agencies also issue ratings to privately held companies. The main reason to work only with these companies is because there have daily quotes available on broker websites, which are necessary to measure and analyze the impact of rating changes. Thus, this set of sample restrictions does not allow the generalization of the results of this study to all Brazilian companies. Regarding the methodology chosen to assess the impact of the rating on the companies' share price, it is important to note that the AAR is calculated based on the Market Adjusted Model. Then, other researchers can formulate research using other models for the calculation of Abnormal Return (Average-Adjusted Return, Risk and Market-Adjusted Return and other Economic and Static Models) and, with that, find divergent results. Still regarding the study methodology, the event windows analyzed are: 41 days (-20; +20), 21 days (-10; +10) and 3 days (-1; +1.). Practical implications - Based on the results found, companies looking for financing have access to information on investor behavior in situations of downgrades or upgrades, according to their corporate governance level, rating level, size, downgrade status and economic outlook due to the pandemic. Therefore, this work contributes with useful information for optimizing the capital structure and performance of companies that have corporate ratings. Social implications - This dissertation contributes to fill the academic gap in the Brazilian and emerging market literature of studies on the impact of rating changes on stock prices with the following analyses: rating downgrade x rating upgrades, downgrades and upgrades with the loss and gain of investment levels ratings and by company size. Originality - Analyzes that were not previously found in the literature of studies on the impact of rating changes on share prices are performed, such as by differentiated level of corporate governance, downgrade events on the influence of changes in the sovereign rating and events that occurred during the global pandemic and abroad. of the pandemic period.eng
dc.language.isopor
dc.subjectRating de Crédito, Rating Corporativo, Impacto dos Anúncios, Empresas Brasileiras, Países emergentes, Estudo de Eventos.por
dc.subjectRating de créditopor
dc.subjectRating corporativopor
dc.subjectImpacto dos anúnciospor
dc.subjectEmpresas brasileiraspor
dc.subjectPaíses emergentespor
dc.subjectEstudo de eventospor
dc.subjectCredit ratingeng
dc.subjectCorporate ratingeng
dc.subjectAnnouncements impactseng
dc.subjectBrazilian Companieseng
dc.subjectEmerging Countrieseng
dc.subjectEvent studypor
dc.titleAnálise do impacto das mudanças de ratings no preço das empresas da B3por
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataCréditos - Classificaçãopor
dc.subject.bibliodataRisco (Economia)por
dc.subject.bibliodataAções (Finanças) - Preçospor
dc.subject.bibliodataEmpresas brasileiras – Avaliaçãopor
dc.degree.date2022-02-11
dc.contributor.memberFontes Filho, Joaquim Rubens
dc.contributor.memberMoura, Luiz Carlos


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record