Show simple item record

dc.contributor.advisorIrigaray, Hélio Arthur
dc.contributor.authorLangoni, Arthur Machado
dc.date.accessioned2022-03-04T14:33:13Z
dc.date.available2022-03-04T14:33:13Z
dc.date.issued2021-12-20
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/31672
dc.description.abstractObjetivo – Este trabalho visa investigar o sentido do trabalho e os elementos de satisfação para os profissionais que atuam em regime de confinamento offshore nas unidades de exploração e produção de petróleo do campo de Búzios, operados pela Petrobras. Metodologia – A investigação, de natureza qualitativa, foi realizada por meio de uma pesquisa exploratória. Os dados foram coletados em documentos fornecidos pela Petrobras ou extraídos dos sites externos da companhia e por meio de entrevistas com 20 empregados, entre gestores e operários, que atuam nas plataformas de exploração e produção de petróleo, no campo de Búzios. As entrevistas semiestruturadas foram transcritas e submetidas à análise de discurso. O campo corroborou com as seguintes categorias propostas por Morin (2001): trabalho como fonte de geração de valor, trabalho intrinsecamente satisfatório, trabalho moralmente aceitável, trabalho e relações humanas, trabalho que garante segurança e autonomia e trabalho que mantém ocupado; ademais, identificamos novas emergentes: offshore não é para todos, ciclo no offshore e satisfação como resultado. Resultado – O campo revelou que o sentido do trabalho para os trabalhadores offshore é similar ao das categorias apresentadas por Morin (2001) e no geral, é satisfatório. Mais especificamente, foi constatado que o trabalho confinado é fonte de orgulho, ocupação útil, relações sociais positivas, moralmente aceito e que gera valor. O ponto de maior citação pelos entrevistados foi a importância do papel da família em todos este processo de engajamento e de permanência no offshore. Limitações – A pesquisa aqui apresentada é limitada à área do conhecimento das ciências administrativas e foi realizada em uma relação de sujeitos específica de trabalhadores offshore. Em função da crise sanitária imposta pela COVID-19, não foi possível realizar um embarque nas plataformas de Búzios, tendo sido as entrevistas realizadas via Teams. No que se refere a documentos internos Petrobras, alguns materiais foram disponibilizados pelo setor de recursos humanos além do que já é disponível nos sites externos da empresa, então a análise foi limitada a estes. Aplicações do trabalho – Para a Petrobras e outras empresas que operam offshore, os resultados auxiliam na compreensão do sentido do trabalho e fatores que afetam a satisfação dos trabalhadores engajados no regime de confinamento. Dessa forma, os tomadores de decisão podem incorporar em suas políticas dentro das organizações um novo conhecimento para aumentar a motivação, facilitar o treinamento e a avaliação de desempenho. Para a academia, amplia a discussão do sentido do trabalho visto que na literatura pouco se explorou o tema no contexto de embarcações de produção, estoque e alívio (FPSOs,). E para profissionais offshore, os resultados permitem que estes reflitam sobre o seu cotidiano no trabalho e a assim possam buscar um maior nível de qualidade de vida também nesse ambiente. Contribuições para a sociedade – A pesquisa cientifica proporciona resolução de problemáticas relevantes para a sociedade e neste caso, por apresentar como resultado o sentido do trabalho e os elementos de satisfação para o público offshore, contribui na medida em que pode ser utilizada por profissionais embarcados, gestores e setores de recursos humanos para promover melhores políticas para esta classe de trabalhadores, que são parte importante da cadeia de fornecimento de combustível para a sociedade. Contribui também por orientar e fomentar futuros estudos e debates sobre teorias já existentes no âmbito do sentido do trabalho e satisfação do trabalhador, a este público confinado. Originalidade – A pesquisa oferece perspectiva sobre o sentido do trabalho e elementos de satisfação no trabalho para os profissionais offshore engajados em regime de confinamento em FPSOs, visto que na literatura pouco se explorou este contexto, o trabalho entrega originalidade pois seu resultado oferece além de uma visão acadêmica, pontos de melhoria de processo e construtivas para novos navios, buscando aumento da satisfação dos empregados.por
dc.description.abstractPurpose – This work intends to contribute to scientific knowledge by investigating the meaning of work and the elements of satisfaction for professionals who work in offshore confinement in the Búzios oil exploration and production units, operated by the company Petrobras. Methodology – The investigation has a qualitative nature and was performed through exploratory research. Data were collected from documents provided by Petrobras or extracted from the company's external websites and through interviews with 20 employees, including managers and workers, who work on the platforms from Búzios field. The interviews were transcribed and submitted to discourse analysis. The field corroborated the following categories proposed by Morin (2001): work as a source of value generation, intrinsically satisfactory work, morally acceptable work, work and human relations, work that guarantees safety and autonomy and work that keeps you busy; in addition, we identified new emerging ones: offshore is not for everyone, offshore cycle, and satisfaction as a result. Findings – This study indicated that the meaning of work for offshore workers is similar to the categories presented by Morin (2001) and, overall, it is satisfactory. More specifically, it was found that the offshore work in FPSOs is a source of pride, useful occupation, positive social relationships, morally accepted and that generates value. The point most mentioned by the interviewees was the importance of the role of the family in all this process of engagement and permanence in the offshore. Research Limitations – The presented research is limited to the administrative sciences area of knowledge and was carried out on a specific sample of offshore workers. Due to the health crisis imposed by COVID-19, it was not possible to go offshore on Bouzios offshore platforms, and interviews were carried out via Teams. With regard to internal Petrobras documents, some material was made available by the human resources sector in addition to what is already available on the company's external websites, so the analysis was restricted to those. Practical implications – For Petrobras and other companies that operate offshore, the results help to understand the meaning of work and factors that affect the satisfaction of workers engaged in confinement. This way, decision makers can incorporate new knowledge into their policies and organizations standard to increase motivation, facilitate training and performance evaluation. For Academy, it broadens the discussion of the meaning of work, since in the literature little explored the topic in the context of production, stock and offloading vessels (FPSOs,). And for offshore professionals, the results allow them to reflect on their daily work and so seek a higher level of quality of life in this environment. Social Implications – Scientific research provides resolution of relevant issues to society and in this case, by presenting the meaning of work and the elements of satisfaction to the offshore workers as a result, it contributes considering that it can be used for offshore professionals, managers and human resources sector to promote better policies for this class of workers, who are an important part of the fuel supply chain for society. It also contributes by guiding and fostering future studies and debates on existing theories in the context of the meaning of work and worker satisfaction, to this confined public. Originality – The research offers a perspective on the meaning of work and elements of job satisfaction for offshore workers engaged in confinement in FPSOs, since in the literature little explored this context, the work delivers originality as its result offers in addition to an academic vision, process and constructive improvement points for new ships, seeking to increase employee satisfaction.eng
dc.language.isopor
dc.subjectOffshorepor
dc.subjectConfinamentopor
dc.subjectPetrobraspor
dc.subjectSatisfação no trabalhopor
dc.subjectSentido do trabalhopor
dc.subjectConfinementeng
dc.subjectJob satisfactioneng
dc.subjectMeaning of workeng
dc.titleO sentido do trabalho e elementos de satisfação para trabalhadores offshorepor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataTrabalhadores das plataformas de perfuração - Armação de Búzios (RJ)por
dc.subject.bibliodataSatisfação do trabalhopor
dc.subject.bibliodataMotivação no trabalhopor
dc.subject.bibliodataIndústria offshore de Petróleopor
dc.degree.date2021-12-20
dc.contributor.memberFontoura, Yuna Souza dos Reis da
dc.contributor.memberMendes, Luciano


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record