Show simple item record

dc.contributor.advisorBelli, Luca
dc.contributor.authorMalta, Maria Luisa Rocha
dc.date.accessioned2022-02-22T13:16:24Z
dc.date.available2022-02-22T13:16:24Z
dc.date.issued2021
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/31645
dc.description.abstractO presente artigo visa, primeiramente, demonstrar como a imersão tecnológica tem transformado o mundo, sobretudo os processos de aprendizagem, os quais estão sendo impulsionados pela atuação das edtechs – startups que criam e desenvolvem tecnologias para serem aplicadas na educação. O objetivo é analisar quais são os potenciais riscos para a formação dos indivíduos e para a sociedade como um todo permitir a concentração destes poderes nas mãos dessas plataformas. Para isso, buscará identificar quais são os tipos de tecnologias produzidas por essas empresas, como elas estão sendo aplicadas e o porquê da China ser o país onde mais nascem edtechs no mundo. De modo que, será abordado os motivos do sucesso dessas startups em território chinês, que vão desde suas influências milenares confucionistas para elucidar em que medida a cultura de valorização da educação é diferente do ocidente, ainda com todos esses fatores: o apoio do governo, regulação, a escala demográfica, o Plano de Desenvolvimento Chinês com foco na educação, os grandes investimentos dos pais na educação de seus filhos estão diretamente relacionados com a criação de um mercado perfeito para essas startups. Diante deste cenário, examinará como tem sido o uso de tecnologia dentro das salas de aulas chinesas e com isso, considerando que conhecimento é poder, pretende-se discorrer sobre os riscos que engloba o uso de dados como matéria-prima, no sentido de potencializar a ameaça a promoção de uma educação dominadora. Tratará de verificar o que a China tem feito para mitigar os riscos que envolvem o tema, para isso, será analisado as novas regulações chinesas no tocante de proteção de dados, regulação algorítmica, o advento do Novo Código Civil Chinês e as do setor da educação, tanto a que regulam a atuação das empresas de tutoria privadas em seu território quanto as que aliviam a pressão das crianças no seu processo escolar. Por fim, será demonstrado quais os impactos deste novo aparato regulatório e normativo na China e quais são as aspirações para o futuro da educação global, a partir da análise do caso chinês.por
dc.description.abstractThis article aims, firstly, to demonstrate how technological immersion is transforming the world, especially in the scope of the learning processes, which are being driven by the edtechs – educational technology. The objective is to analyze what are the potential risks for the formation of individuals and for society as a whole allowing the concentration of these powers in the hands of these platforms. For this, it will seek to identify the types of technologies produced by these companies, how they are being applied and why China is the country where the most edtechs are born. The reasons for the success of these startups in Chinese territory will be addressed, ranging from their millenary Confucianism influences to elucidate the extent to which the culture of valuing education is different from the West, even as with all these factors: government support , regulation, the demographic scale, the Chinese Development Plan with a focus on education, parents' large investments in their children's education are directly related to creating a perfect market for these startups. Given this scenario, it will examine how technology has been used in Chinese classrooms and, considering that knowledge is power, it is intended to discuss the risks involved in using data as raw material, in order to leverage the threat to the promotion of a dominant education. It will try to verify what China has done to mitigate the risks involved in the topic, for this, the new Chinese regulations regarding data protection, algorithmic regulation, the advent of the New Chinese Civil Code and those in the education sector will be analyzed: the one that regulates the performance of private tutoring companies in its territory and the one that alleviate the pressure of children in their school process. Finally, it will be demonstrated the impacts of this new regulatory and normative apparatus in China and what are the aspirations for the future of global education, based on the analysis of the Chinese case.eng
dc.language.isopor
dc.subjectEdtechspor
dc.subjectEducaçãopor
dc.subjectTecnologiapor
dc.subjectChinapor
dc.subjectInteligência Artificialpor
dc.subjectDesenvolvimentopor
dc.subjectRegulaçãopor
dc.subjectDadospor
dc.subjectConhecimentopor
dc.subject4ª Revolução Industrialpor
dc.subjectEducationeng
dc.subjectTechnologyeng
dc.subjectArtificial intelligenceeng
dc.subjectDevelopmenteng
dc.subjectRegulationeng
dc.subjectDataeng
dc.subjectKnowledgeeng
dc.subject4th Industrial Revolutioneng
dc.titleUma análise daascensão do uso da tecnologia na educação na China: o maior berço de edtechs do mundopor
dc.typeTCeng
dc.subject.areaDireitopor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::DIREITO RIOpor
dc.subject.bibliodataEducação - Inovações tecnológicas - Chinapor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record