Show simple item record

dc.contributor.advisorFerreira Junior, Walter Cintra
dc.contributor.authorSilva, Adenilson Lima e
dc.date.accessioned2020-09-01T15:21:28Z
dc.date.available2020-09-01T15:21:28Z
dc.date.issued2020-08-31
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/29643
dc.description.abstractIntrodução: A saúde dos trabalhadores tem sido objeto de grandes preocupações para os gestores. O entendimento do processo de prevenção, saúde-doença e reabilitação dos profissionais de saúde tem sido tema de inúmeros estudos na literatura. Os números crescentes de afastamentos do serviço têm trazido frequentes transtornos ao atendimento dos usuários, além de dificultar a sustentabilidade financeira da instituição, tendo em vista a necessidade de pagamento de plantões extras para recomposição da força de trabalho diária. Outro aspecto relevante, é que a ausência do profissional escalado para o serviço, quando não é possível a substituição, sobrecarrega a equipe de assistência. Objetivo: O objetivo do presente trabalho é conhecer a realidade do absenteísmo no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia, dentro de um intervalo definido de tempo. Analisar semelhanças e diferenças entre os mesmos cargos, de mesmas classes de trabalhadores celetistas e estatutários. Propor medidas para redução do absenteísmo dos profissionais de saúde, independente da modalidade do vínculo trabalhista. Métodos: Pesquisa aplicada de natureza qualitativa, realizada por meio de análise documental, com orientação analíticodescritiva, realizada através da solicitação de informações relativas aos afastamentos por motivo de saúde na instituição nos anos de 2017 e 2018. Foram analisados 3387 atestados de afastamento do serviço, apresentados por 1404 servidores dos diversos setores, resultando em 58.921 dias perdidos de trabalho no período de 2 anos. A média de duração dos atestados foi de 2 dias por servidor. Cerca de 65% dos afastamentos são de profissionais diretamente envolvidos na assistência e cuidados dos pacientes, dos quais 58% são profissionais de Enfermagem Resultados: As licenças-maternidade foram as principais causas de dias perdidos de trabalho, sendo este benefício garantido por lei. Os transtornos mentais e comportamentais e as doenças músculo-esqueléticas são as principais causas de ausência ao trabalho. Os profissionais de Enfermagem de nível médio são os servidores com maiores índices de absenteísmo. Existe um predomínio do sexo feminino, em consonância com os índices mundiais, de acordo com a literatura consultada. Conclusões: Os resultados encontrados no intervalo de tempo avaliado mostram a necessidade de medidas urgentes para redução dos níveis alarmantes de absenteísmo no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia. Com esse objetivo, apresentamos propostas tais como dimensionamento e recomposição da força de trabalho, avaliação das condições de trabalho nos diversos setores, intensificação de medidas preventivas, garantidoras da reabilitação e readaptação dos servidores afastados por problemas de saúde.por
dc.description.abstractIntroduction: The health of workers has been a major concern for managers. The understanding of the process of prevention, health-disease and rehabilitation of health professionals has been the subject of numerous studies in the literature. The increasing numbers of absenteeism from the service has caused frequent disturbances to the service of patients, in addition to hampering the financial sustainability of the institution, in view of the need to pay extra shifts for the recomposition of the daily workforce. Another relevant aspect is that the absence of the professional assigned to the service, when replacement is not possible, overloads the assistance team. Objective: The objective of the present work is to know the reality of absenteeism at the Uberlandia Federal University Clinics Hospital, within a defined interval of time. Analyze similarities and differences between the same positions, of the same classes of workers, both formal and statutory. Propose measures to reduce absenteeism among health professionals, regardless of the type of employment relationship. Methods: Applied research of a qualitative nature, carried out by means of documentary analysis, with analytical-descriptive guidance, carried out by requesting information related to sick leave in the institution in the years 2017 and 2018. A total of 3387 leave of absence certificates were analyzed, presented by 1404 civil servants from different, presented by 1404 employees from different sectors, resulting in 58,921 lost work days in a 2yr period. The average duration of the certificates was 2 days per server. Approximately 65% of the leaves are from professionals directly involved in patient assistance and care, of which 58% are nursing professionals. Results: Maternity leave was the main cause of lost work days, and this benefit is guaranteed by law. Mental and behavioural disorders and musculoskeletal disorders are the main causes of absence from work. Mid-level nursing professionals are the servers with the highest rates of absenteeism. There is a predominance of females, in line with world indices, according to the literature consulted. Conclusions: The results found in the evaluated time interval show the need for urgent measures to reduce the alarming levels of absenteeism at the Uberlandia Federal University Clinics Hospital. With this objective, we present proposals such as dimensioning and recomposition of the workforce, evaluation of working conditions in the different sectors, intensification of preventive measures, guaranteeing the rehabilitation and readaptation of employees on leave due to health problems.eng
dc.language.isopor
dc.subjectMedical leaveeng
dc.subjectAbsenteeismeng
dc.subjectWorkerseng
dc.subjectPublic sectoreng
dc.subjectLicença médicapor
dc.subjectAbsenteísmopor
dc.subjectTrabalhadorespor
dc.subjectSetor públicopor
dc.titleAnálise do absenteísmo entre os profissionais de saúde no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia nos anos de 2017 e 2018por
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataSaúde e trabalhopor
dc.subject.bibliodataAbsenteísmo (Trabalho)por
dc.subject.bibliodataTrabalhadorespor
dc.subject.bibliodataHospitais -Administração de pessoalpor
dc.subject.bibliodataSetor públicopor
dc.rights.accessRightsopenAccesseng
dc.contributor.memberMalik, Ana Maria
dc.contributor.memberXavier, Clesio Lourenço


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record