Show simple item record

dc.contributor.authorCintra, Marcos
dc.date.accessioned2018-10-25T12:25:55Z
dc.date.available2018-10-25T12:25:55Z
dc.date.issued2018-07
dc.identifier.issn0010-5945
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/24923
dc.description.abstractO mundo globalizado, comandado pela informatização, pela moeda eletrônica e pela digitalização da produção e do consumo exige a adoção de novas e mais eficientes bases de cobrança de tributos. Não há mais como imaginar que ainda possam perdurar os mecanismos de exação tributária declaratórios, analógicos e dependentes de mecanismos físicos de fiscalização e auditoria, como ocorre hoje em praticamente em todo o mundo. No mundo digital, há que se utilizar de ferramentas como o imposto eletrônico sobre a movimentação financeira. Os tributos convencionais, criados na era analógica não serão capazes de evitar a generalizada evasão tributária e suas dramáticas consequências para o financiamento do Estado moderno.por
dc.language.isopor
dc.publisherInstituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (IBRE/FGV)
dc.relation.ispartofseriesRevista Conjuntura Econômica
dc.subjectReforma tributáriapor
dc.subjectImposto sobre movimentação financeirapor
dc.subjectGlobalizaçãopor
dc.subjectImposto sobre valor agregado (IVA)por
dc.titleReforma tributária: a escolha do menos ruimpor
dc.typeArticleeng
dc.subject.areaEconomiapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EESPpor
dc.subject.bibliodataReforma tributária - Brasilpor
dc.subject.bibliodataPolítica tributáriapor
dc.contributor.affiliationFundação Getúlio Vargas (FGV)
dc.rights.accessRightsopenAccesseng


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record