Show simple item record

dc.contributor.authorRuediger, Marco Aurélio
dc.contributor.authorMazzotte, Natália
dc.date.accessioned2018-05-25T19:14:29Z
dc.date.available2018-05-25T19:14:29Z
dc.date.issued2018-05
dc.identifier.citationRUEDIGER, M. A.; MAZZOTTE, N. (Ed.). Índice de dados abertos para cidades. Rio de Janeiro: FGV DAPP, 2018.por
dc.identifier.isbn9788568823583
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/23953
dc.descriptionUm dos principais eixos de atuação da FGV DAPP é a promoção da Transparência, entendida não apenas como a divulgação de dados públicos, mas como a capacidade de facilitar o entendimento das informações provenientes desses dados. A partir da integração do uso de tecnologia e design, a FGV DAPP divulga informações de maneira simples e acessível sobre diversos temas, como o destino dos recursos públicos, a origem das doações de campanha eleitoral, a situação dos serviços públicos (educação, saúde, transporte, segurança), entre outros. Tendo em vista seu papel de destaque na promoção dessa agenda, a FGV DAPP firmou na segunda metade de 2016 uma parceria com a Open Knowledge Brasil (OKBr) com o objetivo de contribuir para o levantamento anual das informações do Índice de Dados Abertos nacional e para detalhar e aprimorar a metodologia do índice aplicado em nível subnacional – cidades. Trata-se de uma iniciativa pioneira na promoção da transparência nos municípios brasileiros, uma vez que o índice pode ser utilizado como ferramenta de avaliação e identificação de gargalos, de forma a orientar os municípios em relação ao aprimoramento de suas políticas de dados abertos. Em última instância, a parceria entre OKBr e FGV DAPP visa a contribuir para que os municípios disponham de ferramentas capazes de aumentar a eficácia de suas políticas e sua capacidade de resposta e diálogo com os cidadãos.por
dc.description.abstractO Índice de Dados Abertos para Cidades edição 2018 é uma avaliação do estado da arte das políticas de dados abertos das cidades participantes, tendo por ano-base 2017. O estudo avaliou 136 bases de dados, distribuídas em 17 dimensões, referentes a oito cidades (Belo Horizonte-MG, Brasília-DF, Natal-RN, Porto Alegre-RS, Rio de Janeiro-RJ, Salvador-BA, São Paulo-SP e Uberlândia-MG). Dessas oito, duas cidades estiveram na avaliação do ano passado. As diferenças entre os dois anos foram marginais, e o número de bases 100% abertas é o mesmo. Dentre as dimensões avaliadas, quatro destacaram-se pelo maior número de gargalos possíveis nas bases de dados: Propriedade da Terra, Registro de Empresas, Qualidade do Ar e Qualidade da Água. Apenas 25% das bases de dados avaliadas estão 100% de acordo com a definição de dados abertos. De todo o universo de obstáculos encontrados (429), 62% são problemas de usabilidade e 38% de processo, reiterando a conclusão da avaliação de 2016 sobre a necessidade de bases de dados mais adequadas ao uso dos dados e transformação destes em informação, para além da publicização. Os problemas mais comuns das bases de dados são: dificuldade de trabalhar dados (incluindo os metadados insuficientes), indisponibilidade de download da base de dados completa, dataset incompleto e ausência da informação em formato aberto. Os dois gargalos mais detectados entre as cidades também foram os mais frequentes na avaliação do Brasil a nível federal no Global Open Data Index 2016, mostrando serem problemas comuns no país inteiro. Os dados abertos das cidades (e as dimensões) apresentam diversos problemas comuns, que serão detalhados na seção de resultados. Mas também suscitam uma série de boas práticas replicáveis, também detalhadas no relatório.por
dc.description.sponsorshipFGV DAPP e Open knowledge Brasil
dc.language.isopor
dc.publisherFGV DAPPpor
dc.relation.ispartofseriesÍndice de dados abertos;
dc.subjectInformação públicapor
dc.subjectInformação on-linepor
dc.subjectPolíticas públicaspor
dc.subjectTransparênciapor
dc.subjectAdministração públicapor
dc.titleÍndice de dados abertos para cidadespor
dc.typeReporteng
dc.subject.areaAdministração públicapor
dc.contributor.unidadefgvDemais unidades::DAPPpor
dc.subject.bibliodataPolíticas públicaspor
dc.subject.bibliodataServiços de informação on-linepor
dc.subject.bibliodataTransparência na administração públicapor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record