Show simple item record

dc.contributor.advisorFontes, Paulo
dc.contributor.authorVeras, Flavia Ribeiro
dc.date.accessioned2018-03-16T17:22:33Z
dc.date.available2018-03-16T17:22:33Z
dc.date.issued2017-09-29
dc.identifier.citationVERAS, Flavia Ribeiro. "Fábricas da Alegria": o mercado de diversões e a organização do trabalho artístico no Rio de Janeiro e Buenos Aires (1918 - 1945). Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2017.por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/20595
dc.description.abstractIn this present thesis, the identity shaping articulation process of the artists in the means of entertainment of the portenhos and cariocas as workers was historicized. The close relationship between a market capitalization amusement in Rio de Janeiro and Buenos is identified with the artist’s greater exploration and discipline. As a case study, peculiarities of artistic work are discussed, such as the singular relation among capital, labor and the internal hierarchies of the category that opposed artists by subjective criteria and, as a consequence, have complicated the identification of artists as workers in general. Besides, the amusement market is interpreted as an inclusive work space, even though hierarchical. The unfolding of the 1929 World Crisis in the two cities accentuated the use of technology and popularized radio and film, which led to major transformations in the sector's labor market. In the midst of high unemployment rates and precarious working conditions, the associations of artists from both cities sought to articulate with the state to become unions and to claim labor rights. Meanwhile, the Good Neighbor policy and the OCIAA used the amusement markets of Latin American countries as one of the ways to assert their influence in the context of World War II. As a result, there has been an increase in the exchange between artists and entrepreneur in Latin America and the Hollywood and Broadway markets, as well as the possibilities for dialogue and business within Latin American amusement markets.eng
dc.description.abstractNa presente tese foi historicizado o processo conjunto de formação da identidade dos artistas nos meios de diversão portenhos e cariocas como trabalhadores. Identifica-se a estreita relação entre a capitalização do mercado das diversões no Rio de Janeiro e Buenos Aires com a maior exploração e disciplinarização do artista. Enquanto um estudo de caso, aborda-se peculiaridades do trabalho artístico, como a singular relação entre capital e trabalho e as hierarquias internas da categoria que contrapunham artistas por critérios subjetivos e, como consequência, complexificaram a identificação dos artistas como trabalhadores no geral. Além disso, o mercado artístico é interpretado como um espaço de trabalho inclusivo, apesar de hierarquizado. Os desdobramentos da Crise Mundial de 1929 nas duas cidades acentuaram o uso da tecnologia e popularizaram o rádio e o cinema, meios que levaram a fortes transformações no mercado de trabalho do setor. Em meio a altas taxas de desemprego e precárias condições de trabalho as associações de artistas das duas cidades buscaram se articularam com o Estado para se converterem em sindicatos e pleitear direitos trabalhistas. Enquanto isso, a política da Boa Vizinhança e o OCIAA usavam os mercados de diversões de países latino-americanos como uma das formas fazer valer sua influência no contexto da Segunda Guerra Mundial. Com isso, aumentou o intercâmbio entre artistas e empresários artísticos da América Latina e o mercado hollywoodiano e da Broadway, como também as possibilidades de diálogos e negócios entre os mercados artísticos latino-americanos.por
dc.language.isopor
dc.subjectArtistseng
dc.subjectLabor unioneng
dc.subjectWorkeng
dc.subjectCultural exchangeseng
dc.subjectAmusement marketeng
dc.subjectArtistaspor
dc.subjectSindicalizaçãopor
dc.subjectTrabalhopor
dc.subjectIntercâmbio artístico-culturalpor
dc.subjectMercado de diversõespor
dc.subjectBuenos Airespor
dc.subjectRio de Janeiropor
dc.title"Fábricas da Alegria": o mercado de diversões e a organização do trabalho artístico no Rio de Janeiro e Buenos Aires (1918 - 1945)por
dc.typeThesiseng
dc.subject.areaHistóriapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::CPDOCpor
dc.subject.bibliodataArtistaspor
dc.subject.bibliodataSindicatos e artepor
dc.subject.bibliodataIndústria culturalpor
dc.subject.bibliodataIndústria do lazerpor
dc.subject.bibliodataTrabalhopor
dc.contributor.memberHollanda, Bernardo Borges Buarque de
dc.contributor.memberFortes, Alexandre
dc.contributor.memberPereira, Cristiana
dc.contributor.memberGaleano, Diego


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record