Show simple item record

dc.contributor.advisorCyrino, Álvaro Bruno
dc.contributor.authorSchmidt, Rodrigo de Holanda
dc.contributor.otherVasconcelos, Flávio Carvalho de
dc.contributor.otherMarinho, Janaína Senra Silva
dc.date.accessioned2018-01-30T12:08:34Z
dc.date.available2018-01-30T12:08:34Z
dc.date.issued2017-11-30
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/19969
dc.description.abstractPurpose – The aim of this study was to comprehend the main determinant factors for vertical integration in the pulp and paper sector in Brazil, from a perspective of pulp manufacturers. Design/methodology – The research adopted a qualitative approach, through a multiple case study with three of the main companies in the pulp and paper sector in Brazil. The data collection was done through semi-structured interviews of executives of the selected companies. Findings – The main competitive advantage arises from the vertical integration backward, of the pulp mill towards the forestry. The main factors for this are the exercise of the market power of oligopoly by the pulp companies, assurance of supply of their main input, the wood, asset specificity of site, shortening the distance between the forest and the pulp mill, and mitigation of uncertainty. There is tapered integration of pulp mill and forestry, mainly due the use of advantages of site specificity of forest producers near the mill, the need to mitigate social risks and to develop a mature market for the commercialization of wood in the country. Research limitations – The main limitation of this work is the fact that the pulp sector is a concentrated oligopoly, with few companies, which restricts the diversity and number of respondents. Practical implications – The results can be applied to organizations in the pulp and paper sector, as well as to other capital-intensive industries with high dependence on a particular raw material. Originality– To our knowledge, this is the first study about vertical integration in the pulp and paper sector in Brazil.eng
dc.description.abstractObjetivo – Este estudo pretende compreender os principais determinantes para a integração vertical no setor de papel e celulose no Brasil, a partir de uma perspectiva das fabricantes de celulose. Metodologia – A pesquisa seguiu uma abordagem qualitativa, por meio de estudo de casos múltiplos com três das principais empresas do setor de papel e celulose do Brasil. A coleta de dados foi feita por meio de entrevistas semiestruturadas de executivos das empresas selecionadas. Resultados – A principal vantagem competitiva verificada se deu na integração vertical realizada à montante pela fábrica de celulose, em direção à produção florestal. Os principais fatores para isso foram o exercício do poder de mercado de oligopólio pelas empresas de celulose, a garantia de fornecimento do seu insumo principal, a madeira, a especificidade de local dos ativos, dada pela proximidade necessária entre a floresta e a unidade de celulose, e a mitigação da incerteza. A integração vertical entre fábrica de celulose e produção florestal é realizada de forma parcial, principalmente devido ao aproveitamento de vantagens de localização de produtores florestais próximos à fabrica, à necessidade de mitigar riscos sociais e de desenvolver um mercado maduro de comercialização de madeira no país. Limitações – A principal limitação deste trabalho é o fato do setor de celulose ser um oligopólio concentrado, com poucas empresas, o que restringe a diversidade e o número de entrevistados. Aplicabilidade do trabalho – Os resultados obtidos podem ser aplicados às organizações do setor de papel e celulose, bem como a outras indústrias de capital intensivo e com alta dependência de uma matéria-prima em especial. Originalidade – Pelo que conhecemos, é o primeiro trabalho sobre integração vertical no setor de papel e celulose no Brasil.por
dc.language.isopor
dc.subjectVertical integrationeng
dc.subjectPulp and papereng
dc.subjectForesteng
dc.subjectMarket imperfectionseng
dc.subjectTransaction costs economyeng
dc.subjectMarket powereng
dc.subjectAssurance of supplyeng
dc.subjectAsset specificityeng
dc.subjectUncertaintyeng
dc.subjectTapered integrationeng
dc.subjectIntegração verticalpor
dc.subjectPapel e celulosepor
dc.subjectFlorestapor
dc.subjectImperfeições de mercadopor
dc.subjectEconomia dos custos de transaçãopor
dc.subjectPoder de mercadopor
dc.subjectGarantia de fornecimentopor
dc.subjectEspecificidade de ativospor
dc.subjectIncertezapor
dc.subjectIntegração vertical parcialpor
dc.titleVantagem competitiva que cresce em árvore: um estudo sobre integração vertical na cadeia de papel e celulose do Brasilpor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataPapel - Indústriapor
dc.subject.bibliodataIndústria de celulosepor
dc.subject.bibliodataIntegração verticalpor
dc.subject.bibliodataVantagem competitivapor
dc.subject.bibliodataCustos de transaçãopor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record