Show simple item record

dc.contributor.authorRuediger, Marco Aurélio
dc.contributor.authorGrassi, Amaro
dc.contributor.authorFalconiery, Andressa
dc.contributor.authorBarbosa, Bárbara
dc.contributor.authorFernandes, Janaina de Mendonça
dc.contributor.authorOliveira, Wagner
dc.date.accessioned2017-05-31T12:57:58Z
dc.date.available2017-05-31T12:57:58Z
dc.date.issued2017
dc.identifier.isbn9788568823224
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/18295
dc.description.abstractData is considered open when anyone is free to access, modify, and share it, subject at the most, to measures which preserve its origin or disclosure. The Open Knowledge Foundation developed the global Open Data Index (ODI) to compare countries in terms of their capacity to open data to individuals, the media, and civil society. The information which composes the index is obtained via a crowd-sourced platform, in other words, from the contributions of local agents linked to the OKFN network in each country, and afterwards revised by open data specialists in each country, producing as a final result a ranking of countries. The aim of the index is to assess the state of open data policies in each country, taking into account all their characteristics: the type of data released, the formats, access, and the transformation of data into information, amongst others. The index assesses various dimensions, such as public finances, socio-economic, legislative, and electoral data, public services, geo-located information, and environmental indicators. The index thus offers a reference parameter to all countries about the capacity to provide open data, presenting this information in a clear and easy way of understanding and using, something that is in harmony with FGV/DAPP’s Transparency mission.eng
dc.description.abstractUm dos principais eixos de atuação da FGV/DAPP é a promoção da Transparência, entendida não apenas como a divulgação de dados públicos, mas como a capacidade de facilitar o entendimento das informações provenientes desses dados. A partir da integração do uso de tecnologia e design, a FGV/DAPP divulga informações de maneira simples e acessível sobre diversos temas, como o destino dos recursos públicos, a origem das doações de campanha eleitoral, a situação dos serviços públicos (educação, saúde, transporte, segurança), entre outros. Tendo em vista seu papel de destaque na promoção dessa agenda, a FGV/DAPP firmou na segunda metade de 2016 uma parceria com a Open Knowledge Foundation no Brasil (OKBr) com o objetivo de contribuir para o levantamento anual das informações do Índice de Dados Abertos nacional e para detalhar e aprimorar a metodologia do índice aplicado em nível subnacional – cidades. Trata-se de um projeto pioneiro na promoção da transparência nos municípios brasileiros, uma vez que o índice pode ser utilizado como ferramenta de avaliação e identificação de gargalos, de forma a orientar os municípios em relação ao aprimoramento de suas políticas de dados abertos. Em última instância, a parceria entre OKBr e FGV/DAPP visa a contribuir para que os municípios disponham de ferramentas capazes de aumentar a eficácia de suas políticas e sua capacidade de resposta e diálogo com os cidadãos.por
dc.language.isopor
dc.publisherFGV DAPPpor
dc.relation.ispartofseriesOpen data indexeng
dc.relation.ispartofseriesÍndice de dados abertos para cidadespor
dc.subjectDados abertospor
dc.subjectPolítica de dados abertospor
dc.titleÍndice de dados abertos para cidades: São Paulo - SPpor
dc.title.alternativeOpen data index for cities: São Paulo - SPeng
dc.typeReporteng
dc.subject.areaAdministração públicapor
dc.subject.areaCiência políticapor
dc.contributor.unidadefgvDemais unidades::DAPPpor
dc.subject.bibliodataDivulgação de informaçõespor
dc.subject.bibliodataServiços de informação on-linepor
dc.subject.bibliodataPolíticas públicaspor
dc.subject.bibliodataTransparência na administração públicapor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record