Show simple item record

dc.contributor.advisorZouain, Deborah Moraes
dc.contributor.authorPereira Junior, Airton Nogueira
dc.contributor.otherPimenta, Roberto da Costa
dc.contributor.otherRocha, Saulo Barroso
dc.date.accessioned2015-12-21T18:37:46Z
dc.date.available2015-12-21T18:37:46Z
dc.date.issued2015-11-23
dc.identifier.citationPEREIRA JUNIOR, Airton Nogueira. Relação entre os resultados do estudo de competitividade do turismo nacional e a agenda do Ministério do Turismo. Dissertação (Mestrado em Administração) - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas - FGV, Rio de Janeiro, 2015.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/14976
dc.description.abstractTourism has grown quite worldwide and being framed increasingly in economic perspective, the results it provides. From this perspective, the performance of their destiny is now assessed with the same parameter of other market activities: competitiveness. In Brazil, to attend the National Tourism Plan goal to develop 65 tourist destinations in order to leave them in a position to compete internationally, the Getúlio Vargas Foundation, the Ministry of Tourism and the National Support Service for Micro and Small Business conducted a diagnosis of its competitiveness. The results, pointing out the necessary actions are described in the 'Competitiveness Study 65 destinations inducers Development of Regional Tourism.' The objective of this work is to verify that the results of this study, given the deadline set in the Plan for the structuring of destinations, influenced the agenda of the Ministry of Tourism, in terms of creating specific aspects of programs to reach the planned purposes. To do so, a documentary research was made, through which it was shown that the problems detected in the study were not considered priority, remaining at the level of the other country's problems, not their solution was in line with the actions of the Ministryeng
dc.description.abstractO turismo vem crescendo bastante em todo mundo e sendo enquadrado, cada vez mais, na perspectiva econômica, pelos resultados que proporciona. Nesse contexto, o desempenho de seus destinos passou a ser avaliado com o mesmo parâmetro de outras atividades do mercado: a competitividade. No Brasil, para atender à meta do Plano Nacional de Turismo de estruturar 65 destinos turísticos, de modo a deixá-los em condições de competir internacionalmente, a Fundação Getúlio Vargas, o Ministério do Turismo e o Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas realizaram um diagnóstico de seus níveis de competitividade. Os resultados, apontando as ações necessárias, encontram-se descritos no 'Estudo de Competitividade de 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento do Turismo Regional'. O objetivo deste trabalho é verificar se os resultados desse Estudo, dado o prazo estabelecido no Plano para estruturação dos destinos, influenciaram a agenda do Ministério do Turismo, em termos de criação de vertentes específicas de programas para alcance das finalidades previstas. Para tanto, foi feita uma pesquisa documental, por meio da qual se comprovou que os problemas detectados no Estudo não foram considerados prioridade, permanecendo no patamar dos demais problemas do país, nem sua solução foi alinhada às ações do Ministério.por
dc.language.isopor
dc.subjectTourismeng
dc.subjectCompetitivenesspor
dc.subjectPublic policyeng
dc.subjectPolicy agendaeng
dc.subjectTurismopor
dc.subjectCompetitividadepor
dc.subjectPolíticas públicaspor
dc.subjectAgenda de politicaspor
dc.titleRelação entre os resultados do estudo de competitividade do turismo nacional e a agenda do Ministério do Turismopor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataTurismopor
dc.subject.bibliodataConcorrênciapor
dc.subject.bibliodataPolíticas públicaspor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record