Show simple item record

dc.contributor.advisorCunha, Maria Alexandra Viegas Cortez da
dc.contributor.authorAndrade, Maurício Arantes de
dc.date.accessioned2015-11-19T16:32:22Z
dc.date.available2015-11-19T16:32:22Z
dc.date.issued2015-10-30
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/14242
dc.description.abstractThis research has the goal of exploring how IT governance issue has implications on attending the citizen by means of public services enabled by mobile devices, known as mgovernment. It was studied the way agencies involved in application development to the citizen organize themselves, in terms of the legislation that defines their competencies as well as the dynamics of this development, by means of interviews with actors of relevant role in this scenario. It was also performed the governance analysis of m-government in the State, using a governance arrangements matrix. The conclusion was that the governance indicated by legislation, with policies emanated by a central agency, it is still in incipient stage, and meanwhile agencies practice m-government to accomplish goals specific to their responsibilities, indicating that there is a long way to reach the goal of a unique govern to a unique citizeneng
dc.description.abstractEste trabalho tem como objetivo explorar como a governança de TI tem implicações no atendimento ao cidadão por meio de serviços de governo disponibilizados em dispositivos móveis, conhecido como m-government. Foi estudada a forma como os órgãos envolvidos no desenvolvimento de aplicativos para o cidadão se organizam, tanto em termos da legislação que define suas competências quanto em termos da dinâmica deste desenvolvimento, por meio de entrevistas com atores de papel relevante neste cenário. Também foi realizada a análise da governança de m-government no Estado usando uma matriz de arranjos de governança. A conclusão foi que a governança que a legislação indica que se pretende para o Estado, como políticas emanadas de um órgão central, ainda está em estágio embrionário e que por enquanto as Secretarias e órgãos praticam m-government para atender objetivos que são específicos de suas pastas, indicando que há um longo caminho para se alcançar o objetivo de um governo único para um cidadão únicopor
dc.language.isopor
dc.subjectGovernanceeng
dc.subjectPublic administrationeng
dc.subjectCitizens serviceseng
dc.subjectState of São Pauloeng
dc.subjectM-governmenteng
dc.subjectServiços ao cidadãopor
dc.subjectEstado de São Paulopor
dc.titleGovernança de TI: o caso do m-government do estado de São Paulopor
dc.typeTechnical Reporteng
dc.subject.areaAdministração públicapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataGovernançapor
dc.subject.bibliodataAdministração públicapor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record