Show simple item record

dc.contributor.authorLozardo, Ernesto
dc.date.accessioned2015-02-20T16:32:58Z
dc.date.available2015-02-20T16:32:58Z
dc.date.issued2010
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/13356
dc.description.abstractA globalização é uma história antiga, porém irreversível. É errôneo ou simplista relacionar a globalização à influência dos EUA nas relações internacionais. Importa saber o que vem a ser a globalização, quando começou, sua perspectiva e irreversibilidade, seus riscos e possibilidades na construção de um mundo melhor para as nações desenvolvidas e as emergentes. Muitas das respostas a essas indagações foram encontradas somente no final do século passado. Por essa razão, dúvidas e prognósticos equivocados sobre a globalização persistem no meio acadêmico e na mídia. É importante frisar que a globalização não é e nunca foi revolucionária. Ela é um caminho para a formação de uma sociedade solidária e soberana, a qual está sendo edificada sob preceitos democráticos, e de um sistema de relações econômicas co-responsáveis.por
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofseriesRelatório de pesquisa FGV/EAESP/NPP;n.5por
dc.subjectGlobaispor
dc.subjectDesafiospor
dc.titleAlguns desafios do capitalismo global no século XXIpor
dc.typeTechnical Reporteng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataCapitalismopor
dc.subject.bibliodataGlobalizaçãopor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record