Show simple item record

dc.contributor.advisorHeymann, Luciana Quillet
dc.contributor.authorTorres, Aline Camargo
dc.date.accessioned2013-10-03T19:06:23Z
dc.date.available2013-10-03T19:06:23Z
dc.date.issued2013-05-06
dc.identifier.citationTORRES, Aline Camargo. Ditadura, arquivo e memória: notas para um estudo sobre o caso Organização Política Operária (Polop). Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2013.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/11206
dc.description.abstractThis dissertation presents the debate on the archives’ process of social construction and its connection with the production and dissemination of memorial narratives, based on the study case of Política Operária (Polop) and the organization of its historic al archives by its former members. The aim is to shed light on how this group of people brings forth their archive, concerning both its materiality and the speech that involves its production. The analysis also includes the guarding institutions, the profe ssional workforce and the specific public policies, which influence the final aspects of these historical sources. Seen here mainly as the subject for investigation, instead of source, the archive is understood as part of a scenario in which the processes of reviewing the memory and the history produced during the military dictatorship (1964 - 1985) takes place. By concentrating efforts on understanding the role played by the archives as raw material for new historical narratives, the present research aims at questioning how these sources are produced and understanding how they achieve legitimacy as keys to comprehend the past.eng
dc.description.abstractA dissertação discute o processo de construção social dos arquivos e sua vinculação com a produção e difusão de narrativas memoriais, partindo da análise de um caso específico - a construção da memória da Política Operária (Polop) e a produção de um arquivo histórico da organização por parte de seus antigos militantes. Busca-se evidenciar como esse arquivo é produzido material e discursivamente pelo grupo, assim como pelas instituições custodiadoras, pelos profissionais de arquivo e pelas políticas públicas voltadas ao setor, que também exercem influência sobre a configuração adquirida por essas fontes históricas. Tomado, assim, menos como fonte e mais como objeto da investigação, o arquivo é compreendido como parte de um contexto de revisão memorial e historiográfica do período do regime militar (1964-1985), no qual adquire importância renovada. Deslocando-se o foco do conteúdo informacional dos arquivos em direção ao papel que desempenham enquanto matéria para a construção de novas narrativas históricas, busca-se problematizar a construção dessas fontes e entender como elas adquirem legitimidade como chaves de interpretação do passado.por
dc.language.isopor
dc.subjectArchiveeng
dc.subjectMemoryeng
dc.subjectMilitary dictatorshipeng
dc.subjectMemóriapor
dc.subjectDitadura militarpor
dc.subjectOrganização Política Operária - Poloppor
dc.subjectArquivopor
dc.titleDitadura, arquivo e memória: notas para um estudo sobre o caso Organização Política Operária (Polop)por
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaHistóriapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::CPDOCpor
dc.subject.bibliodataOrganização Revolucionária Marxista - Política Operária - Arquivospor
dc.subject.bibliodataBrasil - História - 1964-1985por
dc.contributor.memberGomes, Ângela Maria de Castro
dc.contributor.memberAraújo, Maria Paula Nascimento


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record