Show simple item record

dc.contributor.advisorMattos, Enlinson
dc.contributor.authorFurtado, Isabela Brandão
dc.date.accessioned2013-06-24T18:17:11Z
dc.date.available2013-06-24T18:17:11Z
dc.date.issued2013-05-24
dc.identifier.citationFURTADO, Isabela Brandão. Efeitos da provisão pública de bens sobre a escolha de trabalho no setor formal e informal da economia. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Escola de Economia de São Paulo, FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2013.por
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10438/10929
dc.description.abstractEste trabalho investiga a relação entre a provisão de bens pelo setor público e a escolha dos indivíduos de trabalhar no setor formal ou informal da economia. A extensão do modelo de evasão fiscal de Sandmo (1981), com a inclusão do gasto do governo na utilidade dos indivíduos, estabelece motivação teórica para analisar o efeito do bem provido publicamente sobre a decisão dos indivíduos de alocar horas no setor formal ou informal. Utilizando dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 2008 e 2009, são obtidas informações sobre domicílios com acesso à infraestrutura (água, energia elétrica, esgotamento sanitário e coleta de lixo), utilização de Educação Básica, Ensino Superior, serviços públicos de saúde e sentimento de segurança dos indivíduos. A análise empírica estabelece uma correlação entre infraestrutura (negativa), Educação Básica, Ensino Superior, saúde e segurança (positiva) e a proporção de horas dedicadas ao trabalho informal. Isto pode sugerir que a provisão destes bens afeta o mercado de trabalho formal e informal de maneira diferenciada. Devido à grande diferença entre indivíduos com e sem acesso aos serviços públicos, não é possível identificar efeito causal do bem provido publicamente sobre a probabilidade de trabalhar no setor formal.por
dc.description.abstractThis paper investigates role played by public good provision on individual's labor supply choice of working in formal or informal sector. An extension of Sandmo's (1981) tax evasion model, with the inclusion of government spending in the individual's utility function, provides theoretical motivation to analyze the effect of public good provision on the decision of individuals to allocate hours in the formal or informal sector. Using PNAD (National Household Sample Survey) 2008 and 2009 data it is possible to obtain information about households accessing infrastructure (water, electricity, sewage and garbage collection), using public school, college and health services as well as individual safety feeling. The empirical analysis establishes a correlation between infrastructure (negative), primary and secondary school, college, health and safety (positive) and the share of informal hours. These correlations may suggest that the provision of those public goods effects differently the formal and informal labor supply. Due to the large differences between individuals with and without access to public services, it is not possible to identify causal effect of public good provision on the probability of working in the formal sector.eng
dc.language.isopor
dc.subjectLabor supplyeng
dc.subjectPublic good provisioneng
dc.subjectTax evasioneng
dc.subjectOferta de trabalhopor
dc.subjectProvisão pública de benspor
dc.subjectEvasão fiscalpor
dc.titleEfeitos da provisão pública de bens sobre a escolha de trabalho no setor formal e informal da economiapor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaEconomiapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EESPpor
dc.subject.bibliodataMercado de trabalho - Brasilpor
dc.subject.bibliodataSonegação fiscal - Brasilpor
dc.subject.bibliodataServiço público - Brasilpor
dc.subject.bibliodataSetor informal (Economia) - Brasilpor
dc.contributor.memberPinto, Cristine Campos de Xavier
dc.contributor.memberUlyssea, Gabriel


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record