Show simple item record

dc.contributor.advisorPacheco, Regina Silvia Viotto Monteiro
dc.contributor.authorMatta, Beatriz
dc.date.accessioned2013-03-26T20:41:32Z
dc.date.available2013-03-26T20:41:32Z
dc.date.issued2013-03-22
dc.identifier.citationMATTA, Beatriz. O modelo de organização social de cultura em São Paulo: potencialidades e fragilidades após sua implantação. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2013.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/10659
dc.description.abstractThis study examines the strengths and weaknesses of the Organização Social model in the cultural sector from the experience of its implementation by the government of the state of São Paulo. The analysis is carried out with parameters - autonomy, management and interrelationship between policy formulation and implementation derived from the literature on the subject and applied to three selected cases. As a management model that involves the relationship between government and non-governmental organization, the degree of interference of these parameters in the State Department of Culture and in selected cases is analyzed with the aim of identifying how they affect the performance of Organização Social and the implementation of public culture policies. Even though previously defined parameters and features throughout this study affect policy implementation and the deployment of the model in different ways, it can be concluded that the model moves towards consolidation, although it still requires special attention from both parties, especially the government.eng
dc.description.abstractNeste trabalho são abordadas as potencialidades e fragilidades do modelo de Organização Social no setor cultural, tendo em vista a experiência de implementação do modelo pelo Governo do Estado de São Paulo. A análise é realizada com base nos parâmetros - autonomia, gestão e a inter-relação entre formulação e implementação da política, construídos a partir da literatura sobre o tema e aplicados a três casos selecionados. Sendo as OS um modelo de gestão que envolve a relação entre governo e organização não governamental, é analisado o grau de interferência desses parâmetros na própria Secretaria de Cultura e nos casos selecionados, buscando identificar de que modo influenciam no desempenho das Organizações Sociais e na implementação da política pública de cultura. Ainda que os parâmetros definidos previamente e as características encontradas ao longo do estudo afetem a implementação da política e a implantação do modelo de maneiras distintas, é possível concluir que o modelo caminha para a consolidação, embora continue a necessitar de atenção de ambas as partes, em especial por parte do governo.por
dc.language.isopor
dc.subjectOrganizações sociaispor
dc.subjectCulturapor
dc.subjectImplementação de política públicapor
dc.subjectGestão públicapor
dc.subjectSecretaria de Cultura do Estado de São Paulopor
dc.subjectPolíticas públicaspor
dc.subjectAdministração públicapor
dc.subjectEstrutura socialpor
dc.subjectPolítica culturalpor
dc.titleO modelo de organização social de cultura em São Paulo: potencialidades e fragilidades após sua implantaçãopor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração públicapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataPolíticas públicas - São Paulo (Estado)por
dc.subject.bibliodataAdministração pública - São Paulo (Estado)por
dc.subject.bibliodataEstrutura socialpor
dc.subject.bibliodataPolítica culturalpor
dc.subject.bibliodataSão Paulo (Estado). Secretaria da culturapor
dc.contributor.memberFranzese, Cibele
dc.contributor.memberGrossmann, Martin


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record