Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Alberto Pasqualini e Getúlio Vargas: revisitando interpretações

Douglas Souza Angeli

Resumo


O objeto deste artigo se centra nas relações políticas entre Alberto Pasqualini e Getúlio Vargas, com o objetivo de rediscutir interpretações relativas ao Partido Trabalhista Brasileiro baseadas na dicotomia existente entre a ala doutrinária e a ala pragmática, então personificadas nas figuras de Pasqualini e Vargas. Com base no cruzamento e na análise de fontes primárias (correspondências e jornais), o presente artigo percorre o histórico de aproximações e afastamentos entre ambos. A análise inicia-se nos anos precedentes ao Estado Novo e passa a examinar a atuação de Pasqualini na candidatura de Vargas às eleições de 1950, com vistas a superar a chave explicativa que resumia sua atuação ao papel de doutrinador, em oposição ao pragmatismo político de Vargas.

Palavras-chave


Alberto Pasqualini; Getúlio Vargas; Partido Trabalhista Brasileiro.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2020 Revista Estudos Históricos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br